Domenicali nega críticas de Alonso e fala em manter a calma

Ao contrário do espanhol, chefe da equipe disse que Ferrari vem atualizando o carro e usou McLaren como exemplo

Fernando Alonso e Stefano Domenicali não falaram a mesma língua após o abandono do espanhol no GP do Japão. Enquanto o piloto , o dirigente seguiu linha totalmente oposta.

“Não é verdade que não desenvolvemos o carro há muitos GPs. A verdade é que a competição é muito alta. O que devemos fazer do ponto de vista técnico é certamente melhorar o rendimento principalmente em classificação. Ainda que as posições deste sábado não condiziam com o que o carro tinha condição de fazer, historicamente, já mostramos em outras corridas que este é o ponto que deve ser melhorado. Em condições de corrida, Felipe mostrou que estamos bem. Há uma abordagem tipicamente italiana de se desesperar, achar que a situação é desastrosa, mas precisamos ter calma”, defendeu o chefe da equipe em entrevista acompanhada pelo TotalRace.

Domenicali evitou culpar Raikkonen pelo incidente da largada e disse entender a reação de seu piloto, que viu a vantagem na ponta do campeonato cair de 19 para quatro pontos. “É difícil dizer que Kimi foi culpado nesse caso. Você tem de entender a frustração de Fernando após uma situação como essa. O carro não é o mesmo de seis etapas atrás, caso contrário estaríamos muito mais atrás”.

Para o dirigente, o final de semana do espanhol foi recheado de azar, referindo-se ao fato da bandeira amarela causada por uma rodada do próprio Raikkonen também ter atrapalhado sua classificação. “Foi um final de semana de azar para Fernando, tanto na classificação, quanto na corrida. Foram duas coisas que fugiram do controle dele e da equipe, mas faz parte do jogo. Mas sabemos que o que aconteceu conosco hoje pode acontecer com os outros na próxima prova. Temos a oportunidade de reagir no próximo final de semana”.

Domenicali salientou ainda que as análises a respeito de quem tem o melhor carro no momento precisam ser cuidadosas, pois ninguém esperava que a McLaren ficasse para trás de uma hora para a outra. “A Red Bull foi rápida aqui e parece ter se recuperado depois de um período em que não parecia tão competitiva. Mas lembro que vocês me perguntavam ao final do GP de Cingapura como alcançar o ritmo da McLaren e eles chegaram no Japão e não foram tão bem. As análises têm de ser feitas com muita calma. É claro que o desenvolvimento deve ser contínuo e que temos de acelerar o ritmo”.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Japão
Pilotos Fernando Alonso
Tipo de artigo Últimas notícias