Domenicali: Q3 é o "calcanhar de Aquiles" do time italiano

compartilhar
comentários
Domenicali: Q3 é o
Por: Bruno Vicaria
1 de ago de 2011 17:49

Chefe da Ferrari admite que performance da equipe na fase final da classificação deve em relação ao ritmo de corrida

Pit wall da Ferrari em Hungarorinr

Para Stefano Domenicali, a Ferrari tem na fase final da tomada de tempos seu maior problema em relação às outras equipes.

Segundo o chefe da equipe italiana, o time perde bastante em relação aos rivais justamente no Q3, enquanto a performance de corrida dos modelos 150º Italia é satisfatório e até positivo, dados os pontos somados por Fernando Alonso nos últimos GPs.
 
"Acho que temos agora uma situação que a performance na corrida está lá. Neste fim de semana, em termos de resultado absoluto, muitas coisas poderiam ter mudado o desfecho, mas, em termos de performance, temos de melhorar no Q3, pois existe algo que ainda não está lá", conta.
 
"O ritmo de corrida não está mal no geral, e para essas condições (frio e chuva), o tempo estava pereito para a McLaren e seus pilotos. Mas, se você olhar as quatro últimas corridas em diferentes condições, sempre difíceis, Fernando foi o que somou o maior número de pontos."
 
"Acho que não conseguimos o melhor de nossa performance, independente dos ourtos. Isso fica claro se olharmos a Red Bull no Q3, por exemplo. Certamente tem algo mais que podemos ver olhando o Q1 e o Q2", ressalta Domenicali, que espera ver corridas em tempos mais quentes, para facilitar o aquecimento dos pneus, outra dificuldade do time.
 
"Estatisticamente, cedo ou tarde, o calor chegar. Certamente, isso afeta nossa performance, pois precisamos esquentar os pneus em momentos e voltas cruciais. Certamente o calor chegará, e precisamos ter a certeza de que estamos dando continuidade ao desenvolvimento do carro."
Próxima Fórmula 1 matéria
Confira as frases que marcaram o GP da Hungria

Previous article

Confira as frases que marcaram o GP da Hungria

Next article

Jenson Button: "uma corrida não são 30 voltas, são 60"

Jenson Button: "uma corrida não são 30 voltas, são 60"
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Autor Bruno Vicaria
Tipo de matéria Últimas notícias