Dupla da Force India destaca desafio de acertar volta em Suzuka

Di Resta cita acerto do carro como ponto fundamental, enquanto Hulkenberg diz que, se errar uma curva, é difícil recuperar

Mesmo não chegando particularmente confiante ao traçado japonês de Suzuka, palco da 15ª etapa do mundial, no próximo final de semana, a Force India espera manter a boa fase, com dois quartos lugares nas últimas três provas.

Paul Di Resta, que conquistou, na última prova, em Cingapura, seu melhor resultado na carreira, com o quarto lugar, salientou a dificuldade em acertar o carro em Suzuka. “A pista depende da aerodinâmica, então é um grande teste para o carro. Também achei muito técnica, com curvas em S, em que você precisa de uma boa mudança de direção. Encontrar o acerto não é fácil porque a pista tem muitas retas, então você precisa de eficiência e pressão aerodinâmica. A degradação de pneus também é alta, então um carro neutro é tudo do que você precisa na corrida.”

Seu companheiro Nico Hulkenberg segue na mesma linha. Para o alemão, a dificuldade em acertar uma volta no circuito japonês se dá porque, quando se erra em uma curva, é difícil recuperar. “Suzuka é definitivamente um dos meus circuitos favoritos: é muito desafiador e técnico, e você precisa de um bom equilíbrio para conseguir uma boa volta, pois é importante ter um bom ritmo uma vez que, quando você erra uma curva, pode perder a fluidez no resto da volta.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Japão
Pilotos Paul di Resta , Nico Hulkenberg
Tipo de artigo Últimas notícias