Dupla da McLaren destaca crescimento dos rivais após treinos livres

Button diz que melhor tempo de Schumacher não foi por sorte, enquanto Hamilton destaca a melhora da Red Bull

McLaren precisa melhorar nas retas, crê Hamilton

A McLaren pode ser apontada pelos rivais como a favorita para o final de semana na China, mas seus pilotos reconhecem que a concorrência parece mais acirrada do que nos dois primeiros GPs, quando Lewis Hamilton e Jenson Button fecharam a primeira fila.

“A Mercedes parece forte, a volta de Michael [Schumacher] foi muito rápida e não foi sorte. Eles serão rápidos na classificação e seu ritmo de corrida não pareceu ruim”, destacou Button, que sofreu com o acerto de seu carro nesta sexta-feira e foi apenas o sexto colocado nos treinos livres.

Hamilton, por outro lado, salientou que o ritmo da Red Bull parece ter melhorado em relação às duas etapas iniciais. Além, é claro, de Michael Schumacher, dono do melhor tempo da sexta-feira, e Nico Rosberg, que dispõem de ótima velocidade de reta devido a seu sistema de duto passivo.

“Eles parecem muito rápidos, especialmente no último setor, por serem mais rápidos de reta do que nós, mas acho que será uma luta acirrada. Também acho que as Red Bull estão rápidas, parecem ter melhorado seu ritmo, então será uma luta próxima amanhã.”

Mas o campeão de 2008 lembra que é possível melhorar o desempenho do carro. De acordo com o inglês, a McLaren deve alterar a relação de marchas para ser mais veloz nas retas e lutar de igual para igual com a equipe alemã.

“Durante boa parte da reta, estávamos batendo no limitador, então temos de mudar a sétima marcha e isso fará uma grande diferença e fará com que sejamos quase tão rápidos quanto eles na reta. Acho que estaremos perto amanhã.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da China
Pilotos Lewis Hamilton
Tipo de artigo Últimas notícias