Dupla da Mercedes destaca caráter único do GP de Cingapura

Nico Rosberg e Michael Schumacher só não entram em acordo em relação à facilidade de se adaptar a corrida noturna

Dono de um pódio em 2008, quando foi um dos beneficiados com o Safety Car provocado por Nelsinho Piquet, Nico Rosberg mal pode esperar para voltar a Cingapura. O alemão garante que não sente dificuldade em permanecer no fuso europeu para disputar a prova noturna e é só elogios para o evento. “É um dos destaques da temporada, um final de semana divertido. A cidade é fantástica e terminei em segundo lá em 2008, o que foi uma ótima experiência e me trouxe grandes lembranças do evento. Parece estranho pilotar à noite, ir dormir às 5h da manhã e acordar à tarde, mas é surpreendente o quão fácil é a adaptação.”

Já seu companheiro na Mercedes, Michael Schumacher, não vê a tarefa dos horários de maneira tão simples, mas também destaca como a corrida de Cingapura é especial. “Cingapura é única em várias maneiras, com a cidade, correr à noite e o circuito em si. Você tem de trabalhar duro para seguir no horário europeu e ter o biorritmo certo para ter uma boa performance na corrida, já que não é comum competir nesses horários. O bom é que o circuito é muito técnico e é complicado acertar uma volta. Depois de um final de semana razoavelmente encorajador em Monza, temos boas expectativas.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Cingapura
Pilotos Michael Schumacher , Nico Rosberg
Tipo de artigo Últimas notícias