Dupla da Mercedes fala em vitória e torce por pista seca

Hamilton e Rosberg lamentam erro estratégico da equipe de só usar um jogo de pneus no Q3, mas confia no ritmo

Lewis Hamilton largará pela segunda vez da segunda fila nesta temporada mas, diferentemente da felicidade do GP da Austrália, o inglês se mostrou decepcionado por ter errado a estratégia na última parte da classificação e terminado o sábado em quarto lugar.

“Colocar os pneus novos definitivamente era a melhor estratégia. Nossa tática foi ficar na pista porque achamos que ia secar mais e que isso nos favoreceria, mas não deu certo”, lamentou.

Porém, o ritmo da Mercedes deixa o piloto animado para vencer pela primeira vez o GP da Malásia. “Queria a pole, então logo que saí do carro não estava feliz. Mas há muitas coisas positivas para tirar de sexta-feira e deste sábado, então estou animado com a corrida porque nosso ritmo é bom comparado com os carros da frente. Espero por uma corrida no seco.”

O próprio pole Sebastian Vettel admitiu que “é difícil dizer” se estaria na primeira posição caso a pista continuasse seca, tamanha a força da Mercedes. Mais rápido no Q2, última parte da sessão disputada sem chuva, Rosberg lamentou o resultado. O alemão vai largar em sexto lugar na Malásia.

“Estava me sentindo muito confortável no seco. Era o cara mais rápido e tinha o melhor carro. Depois infelizmente a chuva chegou, mas ainda pensei ‘isso não é um problema, ainda posso ser rápido’. Porém, errei na estratégia, ficando na pista enquanto os outros colocaram pneus novos. Os meus estavam acabados.”

Mesmo com a decepção na classificação, Rosberg confia no ritmo de corrida da Mercedes. O alemão se inspira em Kimi Raikkonen para sonhar com a vitória.

“Tenho um bom carro, especialmente na corrida, e como vimos em Melborne, dá para vencer largando em sétimo, então ainda é possível.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Malásia
Pilotos Lewis Hamilton , Nico Rosberg
Tipo de artigo Últimas notícias