Dupla da Toro Rosso atribui acidente a "falha de comunicação"

compartilhar
comentários
Dupla da Toro Rosso atribui acidente a
Valentin Khorounzhiy
Por: Valentin Khorounzhiy
15 de abr de 2018 10:53

Brendon Hartley e Pierre Gasly revelaram que batida no GP da China foi o resultado de "falha de comunicação" sobre mudança de posição planejada

Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR13
Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR13
Brendon Hartley, Scuderia Toro Rosso STR13
Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR13
Pierre Gasly, Scuderia Toro Rosso STR13
Brendon Hartley, Toro Rosso
Pierre Gasly, Toro Rosso, on the grid with an engineer
Pierre Gasly, Toro Rosso STR13 Honda
Brendon Hartley, Toro Rosso STR13 Honda, Pierre Gasly, Toro Rosso STR13 Honda

Pierre Gasly estava chegando em Brendon Hartley com pneus novos no meio da corrida, e acabou batendo em seu companheiro de equipe quando tentou passar por dentro da curva 14.

O acidente acabou trazendo um Safety Car e Gasly acabou punido em 10 segundos por causa da manobra. Mesmo com a penalidade, o francês foi o 18º, enquanto que o neozelandês abandonou no fim.

Falando à imprensa depois da corrida, Gasly deixou claro que acreditava que Hartley tinha sido instruído a deixá-lo passar e que ele foi pego de surpresa quando fez a curva normalmente.

"Eles me disseram no rádio que ‘tudo bem, o Brendon vai deixar você passar’. No final da reta eu esperava que ele me deixasse, e fui por dentro.”

"Eu esperava que ele me deixasse um pouco de espaço para fazer a curva e, finalmente, quando ele começou a virar normalmente e eu estava por dentro, era tarde demais e não havia nada que pudesse fazer.”

"Eu tentei frear e evitá-lo, mas era tarde demais, fizemos contato e basicamente foi isso."

"Foi uma pena, porque é claro que a última coisa que você quer é ter contato com seu companheiro de equipe, mas acho que nos entendemos mal.”

"Eu esperava que ele fizesse alguma coisa e ele provavelmente esperava outra coisa."

Gasly revelou que a equipe havia discutido troca de posições antes da corrida e que a curva 14 era o local combinado para isso.

E Hartley, por sua vez, insistiu que iria deixar seu companheiro de equipe passar na saída da curva 14, em vez de ser na entrada.

"Foi claramente uma falta de comunicação", disse Hartley. "Nós mudamos de posição no primeiro stint também, porque eu estava sofrendo com os ultramacios, e na segunda vez que me pediram, eu planejava fazer o mesmo.”

"Mas meu sentimento é que ele deve ter pensado que eu estava abrindo a porta na entrada, o que não era o caso."

O incidente rendeu uma penalidade de 10 segundos para Gasly e dois pontos de penalidade em sua licença.

"Quero dizer, não havia nada que pudéssemos fazer", disse Gasly sobre a sanção. "Com certeza na TV eu acho que parece muito ruim para mim mesmo, mas como dissemos, eu nunca esperei que ele fizesse a curva assim.”

"Então, está claro, se nós estivéssemos em uma briga, eu não teria tentado isso."

Relatos adicionais por Oleg Karpov

Confira os dez momentos mais marcantes do GP da China

 

Próxima Fórmula 1 matéria
Alonso admite que disputa com Vettel “não foi justa”

Previous article

Alonso admite que disputa com Vettel “não foi justa”

Next article

Bottas culpa entrada de Safety Car por derrota na China

Bottas culpa entrada de Safety Car por derrota na China

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP da China
Localização Shanghai International Circuit
Pilotos Brendon Hartley , Pierre Gasly
Equipes Toro Rosso
Autor Valentin Khorounzhiy
Tipo de matéria Últimas notícias