Dúvidas da McLaren convenceram Sauber a não usar motor Honda

Equipe suíça decidiu continuar utilizando os motores da Ferrari em 2018

O chefe da Sauber, Fred Vasseur, disse que a hesitação da McLaren em permanecer com a Honda foi uma das chaves que levaram a conversas curtas com o fabricante japonês. A McLaren está decidindo se deve continuar por mais um ano com a Honda como fornecedor de motores ou se vai mudar para a Renault, sua única alternativa realista no momento.

A Sauber e a Honda concordaram em cancelar um acordo de motores para a equipe suíça para 2018. O time continuará com a Ferrari na próxima temporada.

No interesse da Sauber em se aliar com a Honda, a McLaren estava preparando uma caixa de câmbio como parte do negócio, mas Vasseur disse que, por causa da incerteza nas relações entre a equipe britânica e a fabricante japonês, o acordo foi questionado.

"Deixando de lado os problemas atuais que a Honda tem com a confiabilidade ou o desempenho, como eu sei que você não vai sair a qualquer momento, a maior preocupação para nós foi que não poderia garantir que teríamos a caixa de câmbio", disse ele Vasseur ao site oficial da F1.

"Nós não temos os recursos internos para construir nossa própria caixa de câmbio, sabemos que dependemos de alguém. Com a Honda, teríamos que lidar com a McLaren, mas sem a certeza de que continuaria com a Honda".

"Deste modo, teria sido criada uma situação estranha: pedir à McLaren para fornecer caixas de câmbio para um motor Honda quando a McLaren poderia estar trabalhando em outro motor".

"É com este tipo de cenário que eu não estava absolutamente certo. Então, o reposicionamento do acordo com a Honda foi um dos maiores problemas para a Sauber".

Esclarecer a situação do motor foi uma das primeiras tarefas de Vasseur quando assumiu o lugar de Monisha Kaltenborn no controle da equipe.

"Sauber já tinha começado a projetar o carro 2018 antes de tomar a decisão, e que foi o motivo para a pressa para não jogar dinheiro com projetos inúteis. O projeto já estava em andamento, então tivemos que tomar a decisão imediatamente."

A Sauber atualmente ocupa o décimo lugar no campeonato de construtores e Vasseur admite que será um desafio colocar a equipe acima da McLaren, nono no geral antes do fim da temporada.

"Sou muito honesto quando digo que será muito difícil chegar à nona posição", admite.

"A McLaren está em P9 hoje e é uma equipe duas vezes maior do que a Sauber em termos de mão de obra, talvez mais. Então eles têm a capacidade de melhorar mais rápido do que nós, e eles já são mais rápidos do que nós."

"Podemos marcar pontos em um GP, de modo a manter todos sob pressão para estarem prontos quando a oportunidade se apresentar."

"Vamos lutar como no inferno, como se estivéssemos lutando pelo mesmo campeonato."

Frederic Vasseur, director de Sauber Team

Frederic Vasseur, director de Sauber Team
1/9

Pascal Wehrlein, Sauber

Pascal Wehrlein, Sauber
2/9

Pascal Wehrlein, Sauber C36

Pascal Wehrlein, Sauber C36
3/9

Marcus Ericsson, Sauber C36

Marcus Ericsson, Sauber C36
4/9

Marcus Ericsson, Sauber C36

Marcus Ericsson, Sauber C36
5/9

Marcus Ericsson, Sauber C36

Marcus Ericsson, Sauber C36
6/9

Pascal Wehrlein, Sauber C36

Pascal Wehrlein, Sauber C36
7/9

Marcus Ericsson, Sauber C36

Marcus Ericsson, Sauber C36
8/9

Pascal Wehrlein, Sauber C36

Pascal Wehrlein, Sauber C36
9/9

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Sauber , McLaren
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags , f1, formula 1, honda, mclaren, motores, sauber