"É impossível manter a paz na Mercedes", acredita chefe da McLaren

Para Eric Boullier, é normal que cada membro da equipe tenha suas preferências a respeito do mundial de pilotos

A guerra não é declarada, mas o clima dentro do motorhome da Mercedes fica mais tenso a cada GP. Afinal, Lewis Hamilton e Nico Rosberg, atualmente separados por três pontos, sabem que há enormes chances do título ficar dentro do time alemão. Para Eric Boullier, chefe da McLaren, é impossível para os comandantes da equipe manterem a paz interna nas últimas cinco etapas do mundial.

[publicidade] “É uma missão impossível”, afirmou o dirigente. “Quando você está numa posição como a da Mercedes, ambos os pilotos podem vencer o mundial – e isso está cada vez mais claro. Só haverá um vencedor – e um perdedor. Ninguém quer ser o perdedor, e por isso é impossível manter a harmonia dentro da equipe.”

Boullier salientou ainda que considera humanamente impossível tratar os dois pilotos da mesma maneira. Para ele, cada um dentro da equipe Mercedes tem, pelo menos intimamente, um favorito para ganhar o título.

“Manter as pessoas felizes também é muito complicado. Existe claramente uma luta muito forte entre eles [Hamilton e Rosberg] e obviamente é muito difícil manter a equipe em harmonia porque todos têm seu próprio favorito, é um sentimento humano.”
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias