Ecclestone coloca em dúvida GP da Itália: “Depois de 2016, bye bye”

Chefe da Fórmula 1 ameaça tirar corrida em Monza do calendário após “desastre comercial” depois de último contrato

Bernie Ecclestone colocou em dúvida o futuro do GP da Itália em entrevista ao jornal italiano Gazzetta dello Sport. Monza é uma das mais tradicionais pistas da temporada, fazendo parte do calendário desde a criação da categoria, em 1950, com exceção da temporada de 1980, quando o GP da Itália foi disputado em Imola.

As conversar para se chegar a um novo contrato começariam em poucos dias, já que o contrato vigente expira em 2016. No entanto, Bernie não tem certeza se o contrato será estendido após os últimos anos.

“Não está bom. Não acho que vamos fazer outro contrato, já que o velho foi desastroso para nós do ponto de vista comercial”, disse Ecclestone.

“Então, depois de 2016 é bye bye.”

Se Monza não tiver dinheiro suficiente para garantir o GP da Itália, uma alternativa viável segundo a reportagem é levar a corrida para Mugello. O presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, é o proprietário da pista e já falou sobre a possibilidade.

Mas Ecclestone disse que não há discussões sobre isso. “Não, ainda não recebi nenhuma proposta”, falou.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias