Ecclestone defende pontuação dobrada e alfineta Vettel

Dirigente quer ampliar a novidade, criticada pelo atual tetracampeão mundial, para as últimas três provas

Mesmo afastado em caráter oficial da presidência da CVC Capital, que controla os direitos comerciais da Fórmula 1, Bernie Ecclestone segue com grande influência e tenta ampliar a ideia de dar pontuação sobrada no final do campeonato.

Atualmente, foi decidido que a última prova do ano, em Abu Dhabi, terá pontuação dobrada, com o vencedor levando 50 pontos, algo que sofreu críticas desde Sebastian Vettel até o presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo. Porém, mesmo com as críticas, Ecclestone afirmou que não há nada que possa impedir a novidade de ser utilizada.

“Vai acontecer, com certeza”, disse à Autoweek. “Não disse que será vetada. Ninguém pode vetá-la. Foi aprovada pela comissão de Fórmula 1. Foi aprovada pelo Conselho Mundial.”

O inglês, contudo, admite que gostaria de ver a pontuação dobrada ser estendida por três corridas e promete levar a questão à próxima reunião do Grupo de Estratégia. “Já coloquei isso na pauta. Quero começar [a discussão] de três corridas novamente”, afirmou o dirigente.

Ecclestone aproveitou para alfinetar Sebastian Vettel, um dos grandes críticos da medida. O alemão afirmou que trabalha “duro o ano todo e no final alguém vence a última corrida, tem o dobro de pontos e eu me dou mal”. Ecclestone, contudo, lembrou o tetracampeão de que ele não deve “ter tanta certeza de que ele terá um ano fácil. Pode ser ele quem vai ficar muito feliz. É o mesmo para todos.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Sebastian Vettel
Tipo de artigo Últimas notícias