Ecclestone diz que Hamilton não é o único que faz "manobras questionáveis"

compartilhar
comentários
Ecclestone diz que Hamilton não é o único que faz
Por: Julianne Cerasoli
16 de jun de 2011 10:17

Dirigente pede para deixarem o inglês correr e afirma que “os outros também fazem isso, mas ninguém se importa em olhar o meio do pelotão"

Ecclestone e Hamilton

Lewis Hamilton encontrou em Bernie Ecclestone um defensor. Depois de colidir com quatro pilotos em duas provas e sair com apenas oito pontos dos GPs de Mônaco e Canadá, contrariando a expectativa de que pudesse desafiar Sebastian Vettel, o piloto da McLaren vem sendo alvo de críticas por seu estilo agressivo de pilotagem.

Mas o dirigente acredita que os críticos estão errados. “Queremos que eles disputem, todos querem isso. Se você analisar o que tem ocorrido e como outros pilotos têm se apresentado, Lewis está muito bem, assim como Sebastian [Vettel] e Jenson [Button]. Então deixem-no correr. É o que pessoas como ele fazem”, afirmou ao jornal inglês "The Independent".

Ecclestone comparou Hamilton a Ayrton Senna. “Tinha muita, muita amizade com Senna, e se você olhar para o que ele fez, verá que era um competidor também, e os outros tinham que sair do caminho dele.”

O detentor dos direitos comerciais da Fórmula 1 afirmou que Hamilton pode ter feito uma ou duas “manobras questionáveis”, mas não está sozinho.

“Os outros também fazem isso, mas ninguém se importa em olhar o que está acontecendo no meio do pelotão. Sempre foi assim. Nós vimos várias disputas no Canadá no domingo, e Jenson fez um ótimo trabalho. É isso que os fãs querem ver.”

Falando sobre a confusão acerca do retorno ao Bahrein ainda neste ano, Ecclestone  disse que um dos problemas foi encontrar uma data para a prova: para ocorrer dia 30 de outubro, o GP da Índia teria de ser remarcado. Se pulasse para 4 de dezembro, a prova ficaria muito próxima às festividades do feriado muçulmano da Ashura, enquanto o dia 11 seria uma data próximo demais da cerimônia de entrega de prêmios da FIA.

“Eles me pediram um encontro cara a cara em Montreal e discutimos estas três datas. Disse a eles que pensava que cancelar seria a maneira mais fácil de lidar com a situação.”

Próxima Fórmula 1 matéria
Renault ameaça deixar a F-1 caso nova regra de motores não vingue

Previous article

Renault ameaça deixar a F-1 caso nova regra de motores não vingue

Next article

Sauber confia na volta de Perez, mas deixa De la Rosa de prontidão

Sauber confia na volta de Perez, mas deixa De la Rosa de prontidão
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Lewis Hamilton Shop Now
Autor Julianne Cerasoli
Tipo de matéria Últimas notícias