Ecclestone diz que não percebia valor das mídias sociais

Com Fórmula 1 intensificando suas atividades no Instagram e no Facebook, chefe da categoria quer que categoria entre de vez no mundo digital

O CEO da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, diz que entende agora a importância das redes sociais para a categoria, apesar de sempre ter dito que o mundo digital não era bom para o progresso da F1.

Falando em uma conferência na Semana de Publicidade Europeia, Ecclestone admite que estava errado ao adotar uma postura negativa e agora entende o uso de mídias sociais.

"Eu não conseguia compreender. As pessoas me diziam: 'as crianças e jovens estão nas redes sociais'. Mas as crianças e jovens não compram os artigos que vendem os nossos patrocinadores, por isso não nos ajuda muito", disse ele.

"Isso é o que eu pensava. Agora eu percebo o quanto é importante. Não podia ver naquele momento como isso poderia ajudar a Fórmula 1.”

"Eu estou apoiando bastante o nosso pessoal que está lidando com isso (as mídias sociais), e garanto que nós vamos usá-las."

Ecclestone acrescentou que gostaria de ver mais corridas por ano, no entanto diz que é preciso ter cuidado.

"África do Sul", disse ele quando perguntado onde ele gostaria de ver uma corrida.

"Eles estão reconstruindo Kyalami, por isso estou olhando para lá novamente. Las Vegas, nós estamos de olho também.”

"Acho que, no final, poderíamos ter 25 corridas. O problema que nos restringe são as equipes, no momento elas estão no limite, por isso temos de ser cuidadosos."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias