Ecclestone: meu futuro está nas mãos da Liberty

Chefão da Fórmula 1 admitiu que não há garantias sobre seu futuro no esporte, já que a aquisição da F1 pela Liberty Media está quase concluída

Com a da Liberty conseguindo a aquisição dos direitos comerciais da Fórmula 1, que deve ser concluída até o final deste mês, após a aprovação de seus acionistas e da FIA nesta semana, surgiram novas dúvidas sobre a posição de Bernie Ecclestone a longo prazo.

Ele disse no ano passado, quando a Liberty deu os primeiros passos no negócio, que ele tinha sido convidado a ficar por mais três anos.

Mais recentemente, rumores dão conta de que a Liberty está se alinhando com o ex-executivo da ESPN, Sean Bratches, como o homem que deve assumir o controle do marketing, patrocínios e direitos de mídia da F1, uma área que Ecclestone controla há muito tempo.

Falando à Press Association nesta quinta-feira, Ecclestone disse que a decisão sobre seu futuro agora está com a Liberty, que poderá realizar as mudanças que desejar.

"Teremos que ver como criamos a empresa", disse ele. "Não estará nas minhas mãos, é um caso de ver a maneira como eles preferem trabalhar."

"É algo que teria que acontecer de qualquer maneira. Precisamos trabalhar juntos." 

A Liberty falou sobre as mudanças no calendário, fazendo dos GPs eventos maiores e dando um impulso para expandir sua presença em plataformas digitais, algo que Ecclestone tem sido resistente há muito tempo.

Falando sobre seus comentários no ano passado, que ele iria ficar por três anos, Ecclestone disse: "Isso é o que eles pediram."

"Na verdade, vamos tentar reunir pessoas que podem cuidar de todas as coisas, como patrocínio."

"Como disse, vamos ver como vamos operar."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias