Ecclestone: “não gastaria dinheiro para assistir à F1”

Chefe dos direitos comerciais da categoria é ácido em criticas e diz que principais montadoras lideram “cartel” dentro do campeonato

Bernie Ecclestone criticou duramente a Fórmula 1 em uma entrevista recente. Para o britânico, o espetáculo não está sendo bom o suficiente no momento para levar novos fãs aos autódromos.

O CEO da FOM (Formula One Management) disse ao Daily Mail: "não gastaria meu dinheiro para levar minha família para assistir a uma corrida. De jeito nenhum”.

"Qual é o ponto quando você sabe muito bem que Lewis Hamilton provavelmente vai colocar o carro na pole, provavelmente vai ganhar a corrida e a outra Mercedes vai estar no pódio?"

Ecclestone descreveu a Comissão da F1 como um cartel, uma vez que os dois grandes fabricantes de motores têm direito de veto para descartar mudanças até 2020.

"Esse tipo de coisa é o que é comumente conhecido como um cartel, e os cartéis são ilegais. Estamos executando algo que é ilegal e acima de tudo não é competitivo."

Ecclestone elogiou o presidente da FIA, Jean Todt, em seus esforços para melhorar a segurança nas ruas, mas sugeriu que a Fórmula 1 tenha se tornado assim apenas uma questão sem importância para o ex-chefe de equipe da Ferrari.

"Jean infelizmente se tornou um diplomata", disse Ecclestone. "Ele está fazendo um trabalho muito bom pela segurança rodoviária. Mas seu interesse na Fórmula 1 é puramente resultado de ser presidente da FIA. Ele não parece fazer nada".

“Ele deveria continuar com as outras coisas, mas a responsabilidade da Fórmula 1 ele deveria conceder a alguém."

Mexendo com a ordem da F1

Ecclestone sugeriu grids mistos como uma maneira de criar corridas mais divertidas.

Ele disse: "eu manteria a classificação como é, o cara que mais rápido teria seu número de poles gravados para a história mas poderia começar, por exemplo, em 10º. Isso com base em sua pole e onde ele está no campeonato”.

"O cara que fosse o terceiro mais rápido na classificação começaria de sétimo ou oitavo.”

"Isso é melhor do que grids totalmente ao contrário, porque com eles o que você tem é o cara mais rápido passando os caras mais lentos no início da corrida. Desta forma, a corrida se tornaria competitiva entre os caras de velocidade semelhante. Não seria fácil de ultrapassar as pessoas."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias