Economizando combustível, Pérez segura Massa e garante ponto

Piloto da Force India foi o 10º colocado em Sochi, enquanto Hulkenberg foi o 12º. Ambos relataram corrida difícil.

Sérgio Pérez foi protagonista de um dos duelos que mais chamaram a atenção do público e da transmissão durante o GP da Rússia, disputado neste domingo. O mexicano passou grande parte da corrida segurando o brasileiro Felipe Massa, que tinha um carro mais veloz e, com isso, garantiu um pontinho para a Force India, chegando na 10ª posição. Seu companheiro Nico Hulkenberg, que largou em 17º devido a uma punição por trocar o câmbio, chegou em 12º.

[publicidade] “Foi uma corrida muito difícil e um ponto muito suado”, destacou Pérez. “Nós tentamos o nosso melhor a corrida toda e, obviamente, a estratégia de combustível foi no limite. Especialmente, porque eu comecei a corrida no meio do grid e precisei forçar para manter contato com o grupo que largou com pneus macios. Quando eu estava com os macios, tive de economizar combustível e precisei me defender de Felipe (Massa), que esteva atrás de mim durante toda a segunda parte da prova”, relatou o mexicano.

Para Nico Hulkenberg, a prova não foi menos difícil. “Começamos muito atrás no grid e eu estava sem tanta velocidade nas retas, em relação aos carros com os quais estava lutando. Era bom nas curvas, mas ficava difícil de ultrapassar, especialmente em uma pista como esta, onde as retas são as únicas boas oportunidades de ultrapassagem. Poderíamos ter chegado mais à frente se não fosse por isso", justificou o alemão.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias