Em 'circuito talismã', Force India espera se reerguer após fracasso na Hungria

Tendo melhor resultado da carreira em Spa, Hülkenberg prega comprometimento do time para segunda metade

A Force India ainda era a Jordan quando conseguiu sua primeira pole position no circuito belga de Spa-Francorchamps com o brasileiro Rubens Barrichello em 1994. Após o fim da equipe comandada pelo irlandês Eddie Jordan, e a falta de resultados de suas sucessoras, Midland e Spyker, chegou a Force India.

O time, fundado em 2008, ainda não tinha sequer marcado pontos até que a Fórmula 1pisou em Spa-Francorchamps para o GP da Bélgica de 2009. Foi quando o italiano Giancarlo Fisichella surpreendeu o mundo e marcou a pole com o carro tido como o pior da categoria.

Quarto colocado no GP em 2012 pela Force India, Nico Hülkenberg quer fazer o time renascer das cinzas do GP da Hungria e fazer uma boa corrida na Bélgica, principalmente usando a força do motor Mercedes.

"Estou me sentindo revigorado e pronto para voltar ao carro, porque três semanas é muito tempo longe das corridas”, disse Hülk.

“Nós fizemos a maior parte de nossas oportunidades na primeira parte da temporada e temos de fazer o mesmo nestas oito corridas finais. Espero uma batalha disputada no campeonato até o final da temporada, por isso temos de pontuar de forma consistente. Spa é uma pista incrível e um dos meus circuitos favoritos, como provavelmente é para todos no grid. Há muitas curvas icônicas, como a Eau Rouge e a Pouhon, que são muito especiais em um carro de Fórmula 1.”

“Pelas curvas de alta e média velocidade obviamente você precisa de downforce, mas também necessita de velocidade máxima nas retas longas."

Com mau retrospecto em Spa-Francorchamps, Sergio Pérez espera deixar para trás má fase neste fim de semana. "Durante a temporada eu não consigo voltar para casa tão frequentemente como eu gostaria, por isso as férias de verão foram uma boa oportunidade para passar mais tempo com minha família.”

“Eu nunca marquei pontos em Spa, então esse é o meu primeiro alvo. Nós também precisamos colocar a decepção da Hungria para trás de nós.”
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias