Em crise, Caterham sofre processo administrativo antes de GP dos EUA

compartilhar
comentários
Em crise, Caterham sofre processo administrativo antes de GP dos EUA
Por: José Edgar de Matos
22 de out de 2014 10:17

Escuderia sofre com problemas financeiros e corre contra o tempo para disputar a corrida em Austin, no Texas

Caterham segue com problemas financeiros
O drama financeiro da Caterham parece não ter fim. Nesta quarta-feira, a Caterham Sports Limited (CSL) confirmou que o time de F1 depende de um acordo com um fornecedor para liberar os carros, guardados na fábrica em Leafield, de serem transportados para os Estados Unidos, local do próximo GP.
 
[publicidade] Em entrevista à ‘Reuters’, Finbarr O’Connell, responsável pela Caterham Sports Limited (CSL) – empresa com sede também em Leafield -, confessou que a escuderia sofreu um processo administrativo, o qual a equipe precisa resolver antes do final de semana do dia 2 de novembro.
 
“Possuo os carros na fábrica, mas eles não poderão sair até alcançarmos um acordo aceitável. Estamos deixando a equipe utilizar nossas instalações enquanto negociamos um acordo. Eles precisam chegar a um acordo conosco”, declarou o dirigente à agência de notícias.
 
A escuderia, por outro lado, se defende e garante não ter relações com a CSL. Segundo a Caterham F1, os carros serão transportados sem problemas para o Texas na próxima semana.
 
A escuderia garante não correr riscos de abandonar a temporada de Fórmula 1 antes do final. Restam três etapas: Estados Unidos (2 de novembro), Brasil (9 de novembro) e Abu Dhabi (23 de novembro).
 
Próxima Fórmula 1 matéria
Não dá para ser campeão sem um motor de fábrica, defende Ron Dennis

Previous article

Não dá para ser campeão sem um motor de fábrica, defende Ron Dennis

Next article

'Não há lugar no programa da Red Bull para mim', diz Vergne

'Não há lugar no programa da Red Bull para mim', diz Vergne
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor José Edgar de Matos
Tipo de matéria Últimas notícias