Em primeira pole em Mônaco desde a GP2, Hamilton comemora dia especial

Piloto inglês da Mercedes consegue superar companheiro Nico Rosberg no final do Q3 com ótima volta rápida

A 43ª pole de Lewis Hamilton na Fórmula 1 - e primeira em Mônaco - teve um gosto especial para o inglês, residente do principado. Depois de nove anos ele largará de primeiro em Monte Carlo, e disse que não tem palavras para descrever seu grande dia neste sábado.

“Faz muito tempo. Não consigo expressar como estou agora. Não foi a sessão mais fácil, tive algumas preocupações”, falou.

“Não tinha um ritmo muito bom até a última volta. Estou muito feliz, passei da linha na última volta esperando que conseguisse. Foi uma sessão incrível para mim e para os meus mecânicos, que fizeram um grande trabalho.”

“Aqui é muito difícil. É até difícil de expressar. Nós fazemos isso aqui porque temos experiência. É muito importante se manter melhorando as voltas aqui, é como escalar uma montanha. E hoje ainda foi mais complicado, por ter de aquecer os pneus, pelo vento e com o tráfego. Mas não ter sido fácil deixa mais especial ainda. Conseguíamos boas voltas e melhorávamos. Não fui bem no Q1 e no Q2, mas o Q3 foi bom.”

Ainda assim, Hamilton reconhece que o grande trabalho ainda será realizado amanhã, na corrida.

“Não fizemos nem a metade do trabalho. Tem muito para se fazer amanhã, temos muitas voltas aqui.”

“Mentalmente será muito difícil. Estou pensando nos últimos anos, e há muitas coisas que podem não dar certo. Estou ansioso para amanhã. Acho que minha última pole aqui foi em 2006 de GP2. Foi um dia especial e agradeço à equipe.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Monaco
Sub-evento Sábado classificação
Pista Monte Carlo circuito de rua
Pilotos Lewis Hamilton
Equipes Mercedes
Tipo de artigo Últimas notícias