Em quarto dia de internação, Schumacher permanece em estado crítico

Empresária do alemão destacou condição estável da última noite como sinal positivo, mas afirmou que ainda é cedo para prognósticos

Sabine Kehm chega ao paddock de Yeongam com Michael Schumacher, em 2012

Michael Schumacher continua sendo mantido em coma induzido e permanece em estado crítico no Centro Hospitalar Universitário de Grenoble, na França. Mas passou a última noite em condições estáveis, de acordo com sua empresária Sabine Kehm.

“Ele foi supervisionado ao longo da noite e sua condição permaneceu estável, assim como nesta manhã. A boa notícia é que não vemos necessidade de fazer uma conferência de imprensa pois não houve uma mudança significativa. É uma boa notícia, mas só neste momento. O acidente foi forte, ainda é muito cedo e ainda vivemos uma situação crítica”, destacou Kehm.

O acidente do ex-piloto ocorreu às 11h07m locais – 8h07m no horário de Brasília – do domingo, quando o alemão esquiava entre duas das pistas mais difíceis do resort de Meribel, nos Alpes Franceses, que conta com mais de 70 pistas de esqui e recebeu em fevereiro de 2013 uma etapa da Copa do Mundo de Esqui Alpino. O local do acidente fica a 1.450m de altitude.

Schumacher foi levado de helicóptero ao hospital Moutier, a 17 km do local, menos de dez minutos após a queda. Logo depois, foi removido ao hospital de Grenoble, especializado em traumas cerebrais.

Mantido em coma induzido desde que deu entrada no hospital próximo à estação de esqui de Méribel, o alemão foi submetido a uma cirurgia de emergência para diminuir a pressão intracraniana, sofreu outra intervenção no dia seguinte e está sendo mantido em hipotermia.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias