Em rota de colisão, Niki Lauda pode deixar a Mercedes

Dirigente não se entende mais com o "todo poderoso" Toto Wolff

Niki Lauda está com os seus dias contados na Mercedes. O ex-piloto austríaco entrou em rota de colisão com Toto Wolff, chefe da equipe bicampeã mundial.

Lauda tem o cargo de diretor não executivo e deve sair ao final da temporada. O tricampeão mundial não está saindo apenas por ter sido contra a estratégia de corrida de Lewis Hamilton no GP do México, mas também pela gestão da escuderia que teria sido alterada completamente desde o combinado inicialmente.

Lauda teria permitido que Hamilton terminasse a corrida na Cidade do México com uma parada a menos e a decisão iria deixa-lo provavelmente à frente de Nico Rosberg na corrida. Mas a Mercedes interveio e ordenou que o campeão por antecipação fizesse mais um pit stop, retornando atrás do alemão.

Com a possível saída da Mercedes, para onde iria Niki Lauda? Um dos possíveis destinos é como consultor de Bernie Ecclestone. Vale recordar que o tricampeão foi o responsável por convencer Hamilton a deixar e trocar a McLaren pela escuderia alemã por sugestão do chefão da F1.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Rumor