Em sétimo, Vettel culpa time por relargadas ruins: “estratégia não foi excelente”

Vendo o companheiro de equipe com duas vitórias após metade do mundial, Sebastian lamenta primeiro Safety Car

Piloto que ganhou 13 corridas no ano passado, Sebatian Vettel não conseguiu sequer uma vitória nas primeiras 11 corridas desta temporada de 2014. O tetracampeão desta vez culpou a falta de sorte e a estratégia da Red Bull por não chegar mais para frente. O alemão ainda conseguiu se salvar de uma batida, quando era perseguido por Hamilton.

“Não tive dano. Na verdade, não cheguei a bater na parede. Acho que tive um pouco de sorte, mas foi uma corrida difícil”, iniciou Sebastian.

“Infelizmente no primeiro Safety Car, na relargada, estava no modo errado do motor e não tive muita potência. Perdi a posição para Fernando e outro carro. Aí perdi um pouco da conexão. Enfim, não foi uma boa corrida.”

“Foi uma boa prova pelo lado da equipe. Estou feliz por Daniel, ele fez uma boa corrida. Obviamente ele teve um pouco de sorte no primeiro Safety Car. Nós, os primeiros quatro carros, acabamos não entrando. O Safety Car estacionou antes da primeira curva, então nossa vantagem não durou, e aí perdemos posição para os carros que pararam.”

Questionado se algo poderia ter feito sua corrida ser melhorar, Vettel reclamou do time: “Acho que se a equipe tivesse me dito o modo certo de operar o motor teria ajudado nas relargadas. No fim também não acho que a estratégia tenha sido excelente. Eu não tinha bateria, não tinha potência.”
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias