Em último, Hamilton trocará motor e espera "sair da lama"

Britânico terá que fazer uma corrida de recuperação em Xangai e brinca: "podemos estar na lama agora, mas vamos construir nosso caminho"

Último no grid de Xangai, o britânico Lewis Hamilton vai usar a sua segunda unidade de potência da temporada de 2016 no GP da China após os problemas que ele sofreu durante a qualificação.

O atual bicampeão do mundo foi incapaz de completar uma volta na sessão depois de relatar problemas de motor, que mais tarde foi atribuído a um problema com o ERS (sistema de recuperação de energia).

A Mercedes disse que o problema foi causado por uma falha no MGU-H e que Hamilton terá uma nova fonte de amanhã. A equipe continua esperançosa de que o velho motor possa ser usado novamente no futuro.

"Claro, é decepcionante não chegar lá hoje", disse Hamilton. "Ia ser um fim de semana difícil de qualquer maneira com a punição (de cinco posições pela troca de câmbio)"

"Mas essas coisas acontecem para nos testar. Ninguém quer isso fácil - ao menos eu não. Podemos estar na lama agora, mas vamos construir nosso caminho".

"Nós temos um grande carro e a equipe está fazendo um grande trabalho. Existem áreas que podemos melhorar, mas ainda é cedo e eu sei que nós vamos chegar lá. É importante que ninguém deixe a cabeça baixar".

"A melhor coisa que podemos fazer é aprender com isso e seguir em frente. Tenho certeza que os caras estão tão desapontados como eu. Mas o que será, será. Nós ganhamos e perdemos juntos, por isso vamos trabalhar duro para recuperarmos. Descobrir o que aconteceu e tentar certificar-se de que isso não aconteça novamente"

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da China
Pista Shanghai International Circuit
Pilotos Lewis Hamilton
Equipes Mercedes
Tipo de artigo Últimas notícias