Emerson ressalta importância de Sid Watkins na segurança do automobilismo

Brasileiro, que tem trabalho para tornar as corridas menos perigosas, crê que ações do inglês têm impacto em carros de rua

Na manhã desta quinta-feira em Interlagos, em um evento sobre segurança de trânsito, antes do início das atividades de pista das 6 Horas de São Paulo (WEC), que inclusive contou com a presença do Ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, e do o ex-piloto Emerson Fittipaldi, que falou sobre a morte do ex-médico da Fórmula 1, Sid Watkins. Questionado pelo TotalRace, Emerson comentou a importância do inglês. "O mundo teve uma grande perda com o falecimento do Professor Sid Watkins. Ele era muito ligado ao mundo de competição, ele melhorou o padrão de assistência médica no mundo todo", disse Emerson.

Assim como a tecnologia dos carros de competição é utilizada em veículos de rua, a segurança sofre processo semelhante. "Muita coisa que se aprende nas pistas em termos de segurança um dia chega às ruas, ao usuário. Estava mostrando hoje para o ministro, por exemplo, o carro de fibra de carbono, que são os chassis de competição, é um material desenvolvido pela Nasa, hoje usado em carro de competição. Eu estou aqui falando com vocês porque, quando eu bati em Michigan, eu estava em um carro de fibra de carbono que me salvou a vida. Esse é um exemplo de uma estrutura de um carro novo de passageiro que vem da herança da competição para o carro de rua. Essa transição, de tudo que se aprende em autódromo ir ao carro de rua, vai ajudar muito em termos de segurança.”

“E a FIA, junto com o Jean Todt, está passando essa experiência para o Instituto Emerson Fittipaldi e para o governo. É um trabalho de longa duração, um desafio para todos nós e, tem tudo a ver, segurança de corrida com relação ao carro de rua. Principalmente a consciência de quem está pilotando. Muita gente acha que para você ser piloto você tem de ter coragem. Você não pode ter muita coragem, você tem de saber o seu limite, porque quem tem muita coragem, não vai sobreviver. Com o motorista é a mesma coisa”, finalizou Emerson.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias