Empresário de piloto aspirante à F1 escapa de ato terrorista

Piers Hunnisett, empresário de Rio Haryanto, quase foi pego em ataque terrorista em Jacarta, capital da Indonésia

Fundamentalistas do Estado Islâmico reivindicaram a responsabilidade pelos ataques terroristas em Jacarta, capital da Indonésia, que vitimou sete pessoas, sendo dois civis, nesta quinta-feira. Outras 20 ficaram feridas enquanto a polícia trocava tiros com os autores do atentado.

Briton Hunnisett, de 49 anos, estava em um dos shoppings atacados pelos terroristas momentos antes da tragédia, que incluiu também um ataque suicida com bombas do lado de fora de um café nas redondezas.

"Tive muita sorte", disse Hunnisett ao MOTORSPORT.COM."Estava lá cinco minutos antes do ataque."

"Eu estava dentro do shopping, no exato lugar onde ocorreu uma das explosões. Quando percebi o que ocorreu lá, pensei que realmente era um homem de sorte."

"Este foi um dia muito triste para nós, mas temos que seguir em frente sem medo."

Hunnisett se envolve em carreira de pilotos desde que encerrou a sua em carros monopostos.

Um de seus principais clientes é Rio Haryanto, que pode ocupar uma das vagas da Manor na F1, com apoio do governo da Indonésia.

Entrevistado por Roberto Chinchero

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Rio Haryanto
Tipo de artigo Últimas notícias