Empresário: outros times da F1 estão interessados em Kubica

Alessandro Alunni Bravi minimiza importância de visita do polonês ao paddock de Monza e afirma que segue trabalhando para o futuro de seu piloto

Robert Kubica atraiu o interesse de outras equipes além da Renault desde que realizou seu teste na F1, segundo o empresário do piloto polonês.

Kubica esteve em Monza na última sexta-feira, o que foi sua primeira visita a um paddock da F1 durante um fim de semana de GP desde Abu Dhabi, em 2010, quando competiu pela última vez na categoria.

Ele não estava usando o uniforme da Renault e se instalou em um local “neutro”, no motorhome da Pirelli.

Seu empresário, Alessandro Alunni Bravi, admitiu que a situação de Kubica ficou mais complicada após a Renault dizer que ainda precisa de mais respostas, sendo que não haverá mais oportunidades para testes com o atual carro até o GP de Abu Dhabi, em novembro.

“Robert esteve aqui apenas para dizer oi a alguns amigos. Ele nunca havia voltado a um paddock durante uma corrida. Ele voltou na Hungria, mas foi fora do fim de semana de competição”, explicou Alunni Bravi ao Motorsport.com.

Então, foi uma boa oportunidade para ele. Ele não tem problemas em voltar ao paddock da F1. Para ele, é muito natural estar aqui, dizer oi a alguns amigos. Não havia outro propósito nessa visita.”

“As pessoas estão o pressionando, mostrando a ele como elas gostariam de vê-lo de volta à F1. Isso é um incentivo a mais. Ele está muito feliz em ouvir todos os comentários positivos e ver que as pessoas estão satisfeitas em vê-lo aqui.”

Questionado se havia interesse de outras equipes além da Renault, ele disse: “Com certeza o resultado do teste foi muito mais positivo do que todos estavam esperando – também no paddock da F1. Então, há interesse nele tanto na F1 como fora dela.”

Bravi revelou que, caso Kubica não consiga uma vaga na F1 em 2018, a categoria que mais o atrai é a LMP1. Porém, ele admitiu que não houve nenhum desenvolvimento desde os testes da Hungria.

“Ele está feliz, relaxado, e, como sempre dissemos, vamos passo a passo. O teste com a Renault foi muito positivo em termos de performance, de consistência. Robert teve uma ótima sensação.”

“O que podemos dizer após o teste é que, agora, Robert não tem dúvidas de que pode pilotar um carro de F1 sem limitações.”

“O próximo passo ainda é desconhecido. Estamos olhando em volta e tentando entender qual é o melhor passo para ele. Não temos pressa, porque não haverá mais testes até o fim da temporada.”

“Não quero chamar esse período de ‘espera’, porque estamos sempre trabalhando para o futuro e nunca paramos de trabalhar. Mas não há nada a dizer. É uma questão de encontrar uma oportunidade, uma equipe que realmente esteja convencida de tê-lo.”

Bravi negou que ele e Kubica aproveitaram a oportunidade em Monza para visitar outras equipes. “Não há estratégia. Robert decidiu vir para cá de última hora. Nada estava planejado e não houve nada por trás dos bastidores.”

“Acho que todos viram o que Robert pode fazer, e não acho que o paddock é o local ideal para conversar com as pessoas. Ele está só relaxando, não pensando em F1 e não pensando em reuniões.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Robert Kubica
Equipes Renault F1 Team
Tipo de artigo Últimas notícias