Entrada do segundo Safety Car complicou estratégia de Sutil

Ao TotalRace, piloto da Force India disse que poderia ter chegado próximo ao pódio sem a bandeira amarela no final

Não dá para reclamar de um 7º lugar correndo com a Force India, um carro que hoje talvez seja a quinta força do grid. Mas para quem chegou a andar em terceiro lugar e viu vários adversários terem problemas, Adrian Sutil chegou a pensar que conquistaria um resultado melhor.

“Eu não estava pensando se chegaria no pódio ou não, mas com certeza cheguei a imaginar que um terceiro ou quarto lugar seria possível”, respondeu ao TotalRace logo após o GP de Silverstone. Segundo Sutil, o ritmo de corrida de sua Force India não era comparável aos dos primeiros, mas era possível ter chegado mais à frente, caso a corrida não tivesse o segundo safety car.

“Dois safety cars acabaram desagradando um pouco a gente. Nosso ritmo não era top, mas poderíamos ter ganhado alguma coisa na estratégia, com duas paradas. Sem o segundo safety car, poderia ter dado certo. Não sei se chegaríamos ao pódio, mas creio que próximo”, disse o alemão, resignado. “Enfim, corridas são assim, tudo pode acontecer e fizemos o nosso melhor hoje”.

Com os seis pontos do sétimo lugar, Sutil subiu para 23. Continua em 11º lugar, mas  encostou em Jenson Button no campeonato.

Punido após estar 1,5kg abaixo do peso na classificação de ontem, Di Resta não escondeu o alívio de ter pontuado em nono. “Não foi das corridas mais limpas para mim, mas com tudo o que aconteceu no fim de semana, acho que podemos nos considerar satisfeitos com os dois pontos de hoje. Tive alguns problemas na corrida, porque pedi minha asa tentando passa Hülkenberg. Aproveitei o Safety Car para consertar.”

“No fim, com pneus novos, estava chegando em Ricciardo, mas acabaram as voltas. Ele estava fora de alcance.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Grã-Bretanha
Pista Silverstone
Pilotos Paul di Resta , Adrian Sutil
Tipo de artigo Últimas notícias