Ericsson diz que está preocupado com futuro na F1

compartilhar
comentários
Ericsson diz que está preocupado com futuro na F1
Por: Ben Anderson
23 de nov de 2017 20:05

Marcus Ericsson diz que "preocupação principal" em relação ao seu futuro na categoria diz respeito ao relacionamento que a Sauber pode ter com a Ferrari em 2018

Marcus Ericsson, Sauber C36
Marcus Ericsson, Sauber talks to the media
Marcus Ericsson, Sauber
Marcus Ericsson, Sauber, in the press conference
Marcus Ericsson, Sauber C36
Marcus Ericsson, Sauber C36
Marcus Ericsson, Sauber C36 and Pascal Wehrlein, Sauber C36
Marcus Ericsson, Sauber on the drivers parade
Marcus Ericsson, Sauber C36

A Sauber está para reforçar sua parceria com a Ferrari na próxima temporada, levando uma oferta de motores com especificações atuais, depois de utilizar unidades do ano passado, e potencialmente se tornando uma equipe júnior com o nome Alfa Romeo.

O campeão da Fórmula 2, Charles Leclerc, deverá entrar na próxima temporada, depois de participar de sessões de treinos livres com a equipe, mas a identidade de seu companheiro de 2018 ainda não foi determinada. 

O presidente da Ferrari, Sergio Marchionne, lançou a ideia de transformar a Sauber na equipe B da Ferrari, utilizando o terceiro piloto, Antonio Giovinazzi, ao lado de Leclerc.

Esse cenário daria fim ao período de quatro anos que Ericsson tem com a equipe suíça e deixaria Pascal Wehrlein sem assento, caso o piloto ligado à Mercedes não vá para a Williams.

Ericsson, cujos investiram pesadamente na Sauber nos últimos 18 meses, acredita que ele é o favorito em manter um lugar na equipe, caso a Ferrari não tenha um acordo para colocar dois pilotos no time, mas também está preocupado com sua carreira na F1.

Quando perguntado pelo Motorsport.com por que seu futuro na Sauber demorou tanto para resolver, a Ericsson respondeu: "Pelo que entendo basta conversar com a Ferrari e saber como será o relacionamento que eles vão ter.”

"Eu sei que a Ferrari está pedindo para ter dois pilotos na equipe e essa é a principal preocupação para mim no momento, mas isso ainda não foi decidido.”

"Caso contrário, estou bastante esperançoso, ou bastante confiante, que serei um dos pilotos - a menos que a Ferrari tenha dois, obviamente."

Ficar na F1 é crucial

Ericsson admite que não tem outra opção se não permanecer com a Sauber e diz que é "realmente crucial", dada a dificuldade de voltar depois de uma ausência.

"Obviamente, as opções estão abertas e meus empresários têm contatos em categorias diferentes, mas todo meu foco tem sido em terminar esta temporada fortemente", acrescentou Ericsson.

"Quando olho para o próximo ano, eu me vejo na F1, esse é meu objetivo.”

"Parece um pouco estranho, porque entrar nesta última corrida da temporada, se você não tem nada definido para o próximo ano, é sempre uma preocupação, mas ainda estou confiante de que estarei no grid no próximo ano.”

"Desde as férias do verão, a pressão realmente mostrou que eu deveria estar em um dos assentos e acho que os últimos três ou quatro fins de semana foram realmente bons para mim.”

"Eu tive algumas performances realmente boas e estava batendo meu companheiro de equipe na maior parte do tempo, então é isso que preciso continuar fazendo neste fim de semana."

Próxima Fórmula 1 matéria
Raikkonen: Temporada foi longe daquilo que eu queria

Previous article

Raikkonen: Temporada foi longe daquilo que eu queria

Next article

Sirotkin: teste da Williams pode ser o maior da minha carreira

Sirotkin: teste da Williams pode ser o maior da minha carreira
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Marcus Ericsson
Equipes Sauber
Autor Ben Anderson
Tipo de matéria Últimas notícias