Ericsson diz que Sauber fez grande avanço

compartilhar
comentários
Ericsson diz que Sauber fez grande avanço
Por: Lawrence Barretto
31 de out de 2017 20:58

Sueco afirmou que gerenciamento melhor dos pneus ajudou na evolução do carro

Marcus Ericsson, Sauber C36, Stoffel Vandoorne, McLaren MCL32, Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-17
Marcus Ericsson, Sauber C36
Marcus Ericsson, Sauber C36
Marcus Ericsson, Sauber C36 retires from the race with a fire
Marcus Ericsson, Sauber C36 and Fernando Alonso, McLaren MCL32 battle
Marcus Ericsson, Sauber C36
Marcus Ericsson, Sauber C36, Stoffel Vandoorne, McLaren MCL32
Marcus Ericsson, Sauber C36

A Sauber, que corre com um motor Ferrari do ano passado, reagiu à condição de pior equipe, com bom desempenho nas últimas três corridas.

No México, Marcus Ericsson esteve na zona de pontuação por quase metade da corrida, antes de perder a posição por conta do Safety Car Virtual e depois abandonou com o que a equipe descreveu "como problema técnico em torno da suspensão traseira".

"Os pneus deste ano não degradam tanto, mas ainda há uma pequena janela onde eles trabalham o melhor e dão a melhor aderência possível", disse ele ao Motorsport.com.

"O meu sentimento é que estávamos errados durante a maior parte do ano, não estávamos trabalhando nisso no melhor lugar."

"Agora, encontramos algumas coisas nos últimos finais de semana, o que nos ajudou muito a melhorar. O segredo foi a temperatura e o controle da temperatura dos pneus."

"Trabalhamos os pneus um pouco diferente e isso parece que está nos ajudando bastante. Foi um grande avanço para nós."

Ericsson também disse que sentiu o peso de seu carro diminuir, combinado com o desbloqueio de mais desempenho do seu motor, isso contribuiu para melhorar ritmo.

"Do meu lado, perdemos 7 quilos do carro desde a Malásia", disse ele. "Isso resulta em melhores tempos de volta, dois ou três décimos, dependendo da pista."

"Também pelo lado do motor, os rapazes da Ferrari conseguiram tirar um pouco mais disso. Ainda temos o mesmo motor, mas conseguiram espremer um pouco mais."

Ericsson esteve perto de conseguir pontuar no México, o que teria sido o primeiro de sua temporada.

"O início da corrida foi realmente bom e o primeiro período fomos realmente competitivos", disse ele. "Correr dentro do top 10 nas primeiras 30 voltas foi realmente bom."

"Então o Safety Car Virtual veio no pior momento possível para nós e arruinou nossa corrida."

"Perdemos para McLarens e [Felipe] Massa. Sem isso, acho que teríamos mantido a posição e lutado com Fernando [Alonso] para a 10ª posição no final da corrida."

"É uma pena, mas é assim. Senti que fizemos tudo o que estava ao nosso alcance. Mas a sorte não estava ao nosso lado."

Próxima Fórmula 1 matéria
GALERIA: A carreira de Hamilton e outros campeões britânicos

Previous article

GALERIA: A carreira de Hamilton e outros campeões britânicos

Next article

Vandoorne: GP do México expôs lentidão da McLaren em reta

Vandoorne: GP do México expôs lentidão da McLaren em reta

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Marcus Ericsson
Equipes Sauber
Autor Lawrence Barretto
Tipo de matéria Últimas notícias