Ericsson quer mostrar à Sauber o que ela está perdendo

compartilhar
comentários
Ericsson quer mostrar à Sauber o que ela está perdendo
Scott Mitchell
Por: Scott Mitchell
21 de nov de 2018 20:40

Piloto disse que seu objetivo no final da temporada de 2018 da Fórmula 1 é mostrar o que sua equipe estará "perdendo" no ano que vem, quando será substituído

A Sauber contará com Kimi Raikkonen e Antonio Giovinazzi para 2019, enquanto Marcus Ericsson fechou com a equipe Schmidt Peterson da Indy e ficará como piloto reserva da equipe suíça.

Ericsson não perdeu a esperança de voltar à F1 no futuro e, depois de garantir a sexta posição no grid no Brasil, ele disse que o encerramento de 2018 em alta será importante para enviar a mensagem certa.

"Eu não quero fechar a porta na F1, mas agora vou para os Estados Unidos, estou realmente ansioso, por isso e me vejo lá por muito tempo", disse ele.

"Mas não quero fechar a porta e, por causa disso, acho muito importante que, toda vez que vou para a pista, eu prove o que posso fazer.”

"Sei que estou saindo no final da temporada e quero mostrar ao time o que está faltando.”

"Então, estou trabalhando o máximo que posso, tentando entregar um trabalho tão bom dentro e fora da pista quanto possível para realmente mostrar como sou bom."

Leia também:

Ericsson não conseguiu transformar o desempenho na classificação em resultado no domingo, devido a um dano no assoalho no caminho do grid e mais danos na carenagem em um confronto na primeira curva.

Ele abandonou a prova cedo, enquanto o companheiro de equipe, Charles Leclerc, terminou em sétimo.

Ericsson igualou pelo menos os seus melhores pontos na história de uma temporada na F1 - nove - e fez aparições consecutivas no Q3 como parte de sua recente melhora.

Ele coloca um pouco desse progresso para finalmente experimentar um cenário competitivo, tendo passado tantas temporadas no final do pelotão com a Sauber e a Caterham antes disso.

"Eu tinha um ano de experiência no começo de 2015 quando brigávamos por bons resultados, e depois a segunda metade estávamos com problemas", disse Ericsson.

"O resto dos meus anos de F1 foram correndo atrás e não competindo. Neste ano, eu tenho brigado por posições o ano todo.”

"Isso leva você de volta ao ritmo como piloto, e acho que isso me ajudou a melhorar ao longo do ano e a melhorar ao longo da temporada."

Marcus Ericsson, Sauber C37

Marcus Ericsson, Sauber C37

Photo by: Glenn Dunbar / LAT Images

Next article
Vandoorne: é a hora certa de dizer adeus à McLaren

Previous article

Vandoorne: é a hora certa de dizer adeus à McLaren

Next article

Williams oficializa Kubica para temporada de 2019 da F1

Williams oficializa Kubica para temporada de 2019 da F1
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Marcus Ericsson
Equipes Sauber
Autor Scott Mitchell