Erro de modelo faz Ricciardo perder volta mais rápida

compartilhar
comentários
Erro de modelo faz Ricciardo perder volta mais rápida
11 de jun de 2018 14:16

Piloto australiano viu sua volta mais veloz ser retirada após direção de provas fazer modelo dar bandeirada antecipada no Canadá

Max Verstappen, Red Bull Racing RB14, leads Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14
Winnie Harlow, and chequered flag
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14 leads Max Verstappen, Red Bull Racing RB14
Winnie Harlow
Winnnie Harlow, waves the chequered flag

Morno dentro da pista, o GP do Canadá vai entrar para a história como palco de uma das maiores bizarrices da história da Fórmula 1. A exemplo do GP da China de 2014, a bandeirada foi dada antes do previsto.

Após a abertura da volta 69, a modelo Winnie Harlow foi orientada de maneira errada agitar a bandeira quadriculada, causando confusão em quem assistia a prova.

Assim, segundo o artigo 43.2 do regulamento esportivo da FIA, nesta situação excepcional a corrida deve ser encerrada com a cronometragem da volta anterior. Há quatro anos, a ultrapassagem de Kamui Kobayashi, da Caterham, em cima de Jules Bianchi, da Marussia, pelo 17º posto não valeu.

Neste domingo, nenhuma ultrapassagem foi feita na última volta da corrida. No entanto, Daniel Ricciardo havia marcado a volta mais veloz na volta 69 e a teve retirada após a corrida ter sua distância reduzida em duas voltas.

Com isso, a volta mais rápida ficou com seu companheiro de equipe, Max Verstappen, que anotara o melhor giro da prova na volta 65, com 1min13s864.

Ricciardo, que lutava pela quarta volta mais rápida do ano em sete provas, reagiu bem à sua maneira após ter tido noticiada que a volta mais rápida foi para seu parceiro logo após a prova, durante uma participação na TV britânica Sky Sports.

Veja:

 

O resultado marca a segunda volta mais rápida seguida de Verstappen neste ano.

Próxima Fórmula 1 matéria

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Tipo de matéria Últimas notícias