ESPECIAL F1 2018: o que está em jogo para os 20 pilotos?

Sonho do título, renovação de contrato, a tão sonhada promoção para uma equipe de ponta: muita coisa está em jogo para os pilotos do grid da F1 em 2018.

Lewis Hamilton: a soberania

Lewis Hamilton: a soberania
1/20

Com um conjunto bem nascido em mãos, Hamilton tem uma valiosa oportunidade para se tornar pentacampeão. Então, seu objetivo em 2018 não tem como ser outro: garantir mais um título e se tornar o maior campeão da F1 em atividade.

Photo by: Mercedes AMG

Valtteri Bottas: o emprego

Valtteri Bottas: o emprego
2/20

Em seu último ano de contrato, Bottas precisa se mostrar competitivo para merecer mais uma renovação com a Mercedes. Já adaptado ao time, ele espera fazer frente a Hamilton para continuar em uma equipe de ponta em 2019.

Sebastian Vettel: o sonho do penta

Sebastian Vettel: o sonho do penta
3/20

Vettel esteve na briga pelo título em 2017 e espera repetir a dose neste ano, mas suas possibilidades dependerão de como a Ferrari irá render diante de Mercedes e Red Bull.

Kimi Raikkonen: a continuidade na F1

Kimi Raikkonen: a continuidade na F1
4/20

Piloto mais velho da categoria, Raikkonen tem seu último ano de contrato, sendo que há outros nomes de olho em sua vaga. Será mais uma chance de ouro para o finlandês mostrar serviço, ser regular e merecer mais uma renovação. Caso deixe a Ferrari, a missão de encontrar um outro cockpit na F1 será difícil.

Daniel Ricciardo: o futuro na F1

Daniel Ricciardo: o futuro na F1
5/20

Ricciardo terá de decidir em breve se pretende permanecer na Red Bull, mas a negociação dependerá de como ele renderá no duelo interno contra Verstappen. Caso vá bem, ganhará força com a Red Bull e poderá sonhar com a Mercedes. Será um ano importante para sua carreira.

Max Verstappen: o status de estrela

Max Verstappen: o status de estrela
6/20

Verstappen sofreu com a falta de confiabilidade em 2017, mas, em 2018, terá nova oportunidade. Caso seja forte e regular durante todo o ano, poderá cravar para todos que já está pronto para lutar pelo título.

Photo by: Stefano Arcari

Sergio Pérez: o sonho da equipe de ponta

Sergio Pérez: o sonho da equipe de ponta
7/20

Diante de um mercado aberto para 2019, Pérez terá uma chance importante para tentar abocanhar uma vaga de destaque. Para isso, terá de se mostrar um piloto maduro e se destacar no duelo interno com Ocon.

Esteban Ocon: o sonho da Mercedes

Esteban Ocon: o sonho da Mercedes
8/20

Ocon é outro que sonha com voos mais altos. Há um caminho óbvio para ele na Mercedes (já que é piloto protegido da equipe), mas, para mostrar que está pronto, terá de subjugar Pérez e continuar a evolução mostrada em 2017.

Lance Stroll: mostrar que tem nível para a F1

Lance Stroll: mostrar que tem nível para a F1
9/20

Em sua primeira temporada, Stroll oscilou entre performances apagadas e poucos momentos de brilho. Agora, o noviciado não é mais desculpa: é o piloto mais experiente do time e, por isso, tem maior responsabilidade no duelo interno.

Sergey Sirotkin: o merecimento de sua vaga

Sergey Sirotkin: o merecimento de sua vaga
10/20

Sirotkin chega à F1 sob os holofotes do mundo, que quer ver se o russo tem nível para competir na categoria. O lado financeiro traz garantias, mas terá de mostrar serviço com a sombra de Robert Kubica na garagem.

Nico Hulkenberg: o sonho de se tornar protagonista

Nico Hulkenberg: o sonho de se tornar protagonista
11/20

Na F1 desde 2010 e sem conquistar um pódio, Hulkenberg torce para que o crescimento da Renault seja uma boa plataforma para mostrar o potencial que ele garante que tem. Mas é preciso ter cuidado com seu companheiro de equipe faminto.

Carlos Sainz: o sonho da equipe de ponta

Carlos Sainz: o sonho da equipe de ponta
12/20

Sainz terá um referencial interno importante na Renault, então é fundamental que ele deixe uma boa impressão. Afinal, pode haver algo importante em jogo: caso Ricciardo deixe a Red Bull, haveria um espaço óbvio para seu futuro.

Pierre Gasly: seu desenvolvimento como piloto de F1

Pierre Gasly: seu desenvolvimento como piloto de F1
13/20

Ao contrário do que acontecia no passado na Toro Rosso, Gasly inicia a temporada sem a pressão de ter outros pilotos do programa da Red Bull de olho em sua vaga. De qualquer forma, terá de mostrar progresso ao longo da temporada para mostrar que merece a oportunidade.

Brendon Hartley: seu desenvolvimento como piloto de F1

Brendon Hartley: seu desenvolvimento como piloto de F1
14/20

Está em situação semelhante à do companheiro de equipe. Com uma pré-temporada no bolso, Hartley e Gasly chegam ao campeonato em pé de igualdade, de modo que ambos terão de mostrar velocidade e evolução.

Romain Grosjean: sua relevância na F1

Romain Grosjean: sua relevância na F1
15/20

Grosjean quer fazer de tudo para fugir do “limbo” e mostrar que merece melhores oportunidades da F1. Por isso, precisa se mostrar regular com a Haas e se impor no duelo interno contra Kevin Magnussen.

Kevin Magnussen: sua relevância na F1

Kevin Magnussen: sua relevância na F1
16/20

É outro que se encontra em posição parecida com a do colega. O dinamarquês ainda é jovem e sonha alto na F1, então, por isso, tem de se destacar mais do que fez em 2017. Caso isso não aconteça, sua reputação e até a continuidade na F1 podem ficar em risco.

Fernando Alonso: seu papel como piloto de ponta

Fernando Alonso: seu papel como piloto de ponta
17/20

Ano crucial para o espanhol. Com o motor Renault em sua traseira, Alonso terá uma das últimas chances de mostrar que pode ser um real protagonista. Prestes a completar 37 anos de idade, Alonso corre contra o tempo.

Stoffel Vandoorne: seu futuro como potencial astro

Stoffel Vandoorne: seu futuro como potencial astro
18/20

Já com uma temporada completa no bolso, Vandoorne pode ganhar muita relevância no paddock caso faça frente a Alonso. Por isso, a forte referência interna pode representar uma boa oportunidade – ou um pesadelo caso não tenha bons resultados.

Charles Leclerc: seu futuro como potencial astro

Charles Leclerc: seu futuro como potencial astro
19/20

Garoto de ouro da Ferrari, Leclerc estreia na F1 com muita expectativa sobre si. Mesmo que o conjunto venha a não ajudá-lo, será importante se impor contra o companheiro de equipe e mostrar progresso ao longo da campanha. Uma chance na Ferrari pode estar no seu alcance...

Marcus Ericsson: mostrar que tem nível para a F1

Marcus Ericsson: mostrar que tem nível para a F1
20/20

Sempre superado por todos seus companheiros de equipe na F1, Ericsson terá uma referência interna boa para mostrar que possui nível para a F1. Ir além disso parece estar fora do alcance do sueco.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Conteúdo especial