ESPN substitui NBC como emissora oficial da F1 nos EUA

NBC diz não concordar com novas políticas de divulgação de vídeos dos detentores dos direitos comerciais da categoria

A Fórmula 1 mudará de casa nos EUA a partir do ano que vem. Atualmente tendo todas as corridas exibidas pela NBC, o campeonato fará parte da grade da ESPN em 2018.

O anúncio vem em meio a planos da Liberty Media de pressionar a transmissões pela internet on demand em um futuro próximo, oferecendo aos fãs um serviço direto ao consumidor semelhante ao Netflix ou ao Amazon Video.

"Embora tenhamos um grande orgulho de ter a visibilidade e a audiência da Fórmula 1 desde que nos tornamos os detentores exclusivos dos direitos de mídia dos EUA em 2013, esta será a nossa última temporada", afirmou o NBC Sports Group em um comunicado.

"Nesse caso, optamos por não entrar em um novo acordo no qual o próprio detentor de direitos de imagem concorra conosco e nossos parceiros de distribuição. Desejamos o bem aos novos proprietários da F1."

A partir de 2018, a ESPN transmitirá todas as corridas ao vivo nos Estados Unidos depois de assinar uma nova parceria plurianual.

Todas as 21 corridas serão transmitidas pela ESPN, ESPN2 ou ABC.

"A ESPN tem um longo compromisso com o automobilismo e a Fórmula 1 é a joia da coroa no esporte", disse Burke Magnus, vice-presidente executivo de programação da ESPN.

"Há muitos fãs de Fórmula 1 apaixonados nos EUA e estamos ansiosos para trazer o espetáculo e a emoção da F1 para os espectadores em toda a plataforma da ESPN."

O canal de esportes por cabo e satélite diz que transmitirá todas as sessões de treinos livres, classificações e corridas em mais de 125 horas de programação de F1 durante o ano.

"Estamos entusiasmados com o retorno do campeonato de automobilismo mais importante do mundo para as plataformas ABC e ESPN", disse o diretor geral da F1, Sean Bratches.

"A ABC começou a exibir os GPs ao vivo no início da década de 1960 e essa parceria linear e digital com a ESPN representa um passo significativo para alcançar o objetivo da Fórmula 1 de ampliar o apelo do esporte."

"O mercado dos EUA é uma oportunidade de crescimento muito importante para a Fórmula 1, e estamos ansiosos para trabalhar com a ESPN para inflamar o crescente interesse dos fãs."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias