"Esse GP mostra que não se pode desistir", diz Hamilton

compartilhar
comentários
6 de jul de 2014 14:02

Depois de errar na classificação, inglês tem domingo perfeito e fica a apenas quatro pontos de Rosberg

O GP da Grã-Bretanha saiu melhor que a encomenda para Lewis Hamilton. Além de vencer depois de errar na classificação e largar apenas em sexto, o inglês ainda viu o companheiro de Mercedes e rival pelo título, Nico Rosberg, abandonar. Com isso sua vantagem no campeonato caiu de 29 para apenas quatro pontos.

[publicidade]“No começo, ele conseguiu uma boa distância e eu estava cuidando dos pneus. Quando eu comecei a aproveitar tudo o que os pneus podiam dar, eu estava conseguindo pegá-lo. Quando eu o vi parando, eu não acreditava que estava acontecendo isso com ele”, contou o inglês. “Não é legal ver seu companheiro tendo problemas. Eu queria trabalhar na pista para ter a dobradinha para a equipe, mas precisava deste resultado. Acho que esse final de semana mostra que você não deve desistir. Ontem, eu fiquei chocado que os outros melhoraram o tempo, não é que eu desisti, realmente achei que não fosse possível. Mas hoje eu tive toda a minha família aqui e isso me deixou tranquilo para conseguir dar a volta por cima. Eu nunca conseguiria sem eles.”

Hamilton reconheceu que o terceiro erro seguido em classificações – e desta vez, correndo em casa – foi um dos momentos mais decepcionantes de sua carreira.

“Na minha carreira, eu me desapontei comigo mesmo diversas vezes. Eu cometi erros, a equipe cometeu erros mas a classificação, para mim, foi uma das piores sensações em muito tempo. O erro que eu cometi ficou ampliado pelo tamanho do apoio que eu tenho aqui. As pessoas gastaram seu tempo e dinheiro fazendo bandeiras para mim. E eu perdi mais uma pole position quando eu tinha carro para isso. Foi muito difícil, mas eu virei o jogo e a sensação é ótima, tenho de dizer.”

O inglês comentou ainda sobre sua única parada nos boxes da corrida, que foi lenta, a exemplo do que aconteceu na prova anterior, na Áustria.

“Na última corrida, houve muitos comentários sobre minhas paradas, que seriam mais lentas. Então desta vez eu quis me certificar de que pararia exatamente na minha posição porque, na última prova, eu passei um pouco do ponto e dificultei um pouco as coisas. Desta vez eu não sei exatamente o que aconteceu, mas os caras trabalham duro.”

Projetando a próxima corrida, justamente na casa de Rosberg, na Alemanha, Hamilton não acha que o companheiro tem motivos para chegar mais abalado depois de ver sua vantagem no campeonato diminuir, mas cabe a ele melhorar suas classificações.

“Nico ainda vai sair daqui muito confiante porque ele abandonou liderando, então tenho de me certificar que irei para cima na próxima corrida. Seria ótimo vencer na casa dele, mas depois do que aconteceu na última classificação, o importante é que minha fome é maior do que nunca. Se isso vai mudar minha sorte em classificações, temos de esperar para ver.”
Próxima Fórmula 1 matéria
Bottas revela mudança de estratégia da Williams após início de prova

Previous article

Bottas revela mudança de estratégia da Williams após início de prova

Next article

Force India e Toro Rosso pontuam em corrida consistente em Silverstone

Force India e Toro Rosso pontuam em corrida consistente em Silverstone
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Tipo de matéria Últimas notícias