"Eu dei tudo", garante Lewis Hamilton, segundo no grid

Inglês se mostra preocupado por largar do lado sujo da pista: "Espero que limpem isso e que não faça tanta diferença"

Lewis Hamilton garantiu que levou sua McLaren além do limite para tentar superar Sebastian Vettel na luta pela pole position do GP dos Estados Unidos. Mas, ficando a 109 milésimos do alemão, o inglês ganhou outra preocupação: largar do lado sujo do grid.

Ouvido pelo TotalRace, Hamilton se mostrou feliz com sua volta rápida. “Eu dei tudo, forcei muito. Em todas as classificações, você força bastante, mas estava em minha segunda volta consecutiva e não tinha nada a perder e pude passar bastante do limite, mas o carro pareceu lidar bem com isso. Não significa que não estava no limite antes, mas não acho que poderia ter repetido aquilo muitas vezes.”

Por outro lado, o inglês se mostra reticente em relação a suas chances de roubar a posição de Vettel na largada.

“Ninguém anda naquele lado, então será uma das partes mais sujas da pista. Mas espero que limpem isso hoje e que não faça tanta diferença. Posicionar-se bem é tudo e ter o lado de dentro na primeira curva pode fazer uma grande diferença. É uma curva muito larga e há muitas oportunidades para ultrapassar, só espero não perder muito terreno nos primeiros metros porque fiz o ensaio de largada na posição par e está horrível.”

Hamilton conta com um grande retrospecto na América do Norte, com vitória na única prova que disputou nos Estados Unidos e três nas seis oportunidades em que esteve no Canadá. “Acho que são as pessoas, o estilo de vida, o ar”, explicou. “O clima é fantástico, mesmo estando um pouco frio. Estou muito feliz que haja muitas pessoas aqui, muito mais do que no último GP dos Estados Unidos. É um grande passo.”

Se Hamilton se mostrou animado, Jenson Button terminou a classificação tentando ver o lado bom de largar em 12º. O inglês teve um problema ainda não identificado na McLaren durante o Q2 e comemorou o fato de ter marcado um tempo razoável antes da quebra.

“Ainda não sei qual foi o problema, mas minha velocidade máxima era de 100km/h. Não sei se foi o pedal ou outra coisa. Tive sorte de ter forçado na primeira volta, caso contrário estaria largando em 17º.”

Para a corrida, Button lembrou que sua última experiência largando no meio do pelotão, na Coreia, não terminou bem. Na ocasião, o piloto abandonou logo na primeira volta após um toque.

“Vai ser uma prova dura para quem parar uma vez, não acho que veremos isso com todos os carros. Será um dia longo porque não acho que será difícil ultrapassar. O problema é a curva 1, acho que será complicada largando no meio do pelotão. Estive nessa situação há algumas provas e não deu certo para mim. Veremos o que dá para fazer.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP dos EUA
Pilotos Jenson Button , Lewis Hamilton
Tipo de artigo Últimas notícias