Ex-Jaguar, equipe Red Bull entra em luto com morte de Wilson

Chefes de Red Bull e Toro Rosso prestam homenagem a piloto britânico morto no último domingo em Pocono pela Indy

O domingo, dia 23 de agosto de 2015, ficará marcado na história do automobilismo como uma de suas páginas mais tristes. O britânico Justin Wilson perdeu sua vida após ser acertado por um pedaço do bico do carro de Sage Karam na cabeça depois de o norte-americano bater no muro da curva 1 do circuito de Pocono.

Piloto da Fórmula 1 no ano de 2003, Justin marcou seu único ponto no GP dos EUA de 2003 pela equipe Jaguar após ser o oitavo. Em 2005, o time foi adquirido pela Red Bull. Por isso, muitas pessoas que atuam na escuderia chegaram a trabalhar com Wilson. Christian Horner, chefe da Red Bull, se solidarizou à família do piloto.

"Há muitos rostos tristes na fábrica hoje. Justin deixou sua marca em muitos dos que trabalharam com ele durante seu período na Jaguar. Ele é lembrado com carinho pela pessoa gentil e humilde que foi”, falou Horner.

"Conheci Justin desde seus dias no kart nos circuitos britânicos. Sempre foi óbvio para mim que ele estava destinado a grandes coisas no automobilismo. Seu progresso através das fórmulas inferiores foi impressionante e ele se deu muito bem na Fórmula 3000. Justin chegou a testar para a equipe Arden antes de assinar com a Nordic Racing. Ele ganhou o campeonato de forma convincente.”

"Eu segui sua carreira de sucesso com interesse ao longo dos anos. Justin será lembrado não só como piloto talentoso, mas também como um dos caras mais legais do automobilismo.”

"Os pensamentos de todos na Infiniti Red Bull Racing estão com os pais de Justin, Keith e Lynne, seu irmão Stefan, sua esposa Julia e suas duas filhas. Ele fará muita falta."

Chefe da equipe Toro Rosso, ex-Minardi, Franz Tost também lembrou de Justin Wilson. O britânico fez as 11 primeiras corridas de 2003 pela escuderia de Faenza antes de substituir o brasileiro Antonio Pizzonia na Jaguar.

"A carreira dele na Fórmula 1 começou em 2003 aqui em Faenza, com a equipe Minardi", disse Tost em um comunicado emitido pela Toro Rosso.

"Portanto, muitos dos nossos membros da Scuderia Toro Rosso trabalharam com Justin naquela época. Me lembro dele como pessoa gentil e amigável. Era verdadeiramente um piloto talentoso. Este é um dia muito triste.”

"Em nome de toda a equipe, ofereço nossas mais sinceras condolências à sua família e a seus amigos neste momento difícil."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Justin Wilson
Tipo de artigo Últimas notícias