Ex-médico da Fórmula 1, o Professor Sid Watkins morre aos 84 anos

O Professor, como era chamado, trabalhou com a Fórmula 1 por 30 anos e era muito amigo do brasileiro Ayrton Senna

O Dr. Sid Watkins, ex-médico da Fórmula 1, morreu nesta quarta-feira aos 84 anos. Renomado neurocirurgião, prestou serviços para a categoria por 30 anos. Conhecido como "O Professor", Watkins abandonou o automobilismo no fim de 2005.

Sid Watkins começou sua carreira no automobilismo no início de 1960, quando Bernie Ecclestone lhe ofereceu um trabalho. A partir da década de 80 foi o principal médico da Fórmula 1, atuando em resgaste de pista de todos os acidentes da categoria.

Pelo twitter, alguns pilotos comentaram o acontecido: "Devo minha vida ao Prof. Sid Watkins. Foi ele que me salvou em Ímola 94. Uma pessoa alegre, competente... lembrarei sempre de ti, amigo. Vá com Deus", disse Rubens Barrichello.

Bruno Senna, sobrinho de Ayrton Senna, também comentou: "Descanse em paz prof. Sid Watkins. Triste para nós que ficamos por aqui".

O inglês tornou-se muito amigo de Ayrton, como retratado no filme-documentário "Senna".

Watkins anunciou seu afastamento das pistas em janeiro de 2005, sendo substituído pelo Dr. Gary Hartstein. Dentre algumas condecorações, recebeu o troféu Mario Andretti por excelência médica em 1996, além da Excelentíssima Ordem do Império Britânico em 2002.

Ele deixa seis filhos, além da viúva.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias