Ex-time de Piquet tentar voltar à F-1 com dinheiro de fãs

A tradicional Brabham anunciou o retorno ao esporte a motor ano que vem, mas visa estar também na F-1

O nome Brabham, que fez história nas décadas de 70 e 80 na Fórmula 1, quer retornar ao automobilismo de uma forma pouco convencional no esporte: usando o crowdfunding, ou seja, dinheiro doado pelos torcedores.

A Brabham Racing anunciou o retorno ao esporte a motor em 2015, competindo no Mundial de Endurance e nas 24 Horas de Le Mans, mas os planos não param por aí e o time tem como meta voltar à Fórmula 1.

[publicidade] Fundado por Jack Brabham, que até hoje é o único piloto a ter sido campeão com um carro da própria equipe, em 1966, o time conquistou outros três títulos de pilotos. Dois deles, em 81 e 83, com Nelson Piquet. Relegado ao fundo do pelotão, o time fez sua última corrida na F-1 em 1992.

O projeto de crowdfunding para o retorno da Brabham prevê a concessão de privilégios e acesso especial dependendo de quanto é doado. “Não existe uma equipe Brabham por mais de 20 anos, mas o nome famoso está pronto para embarcar em sua nova jornada”, afirmou David Brabham, que herdou os direitos sobre o nome do pai, em nota oficial.

Assita ao vídeo do lançamento do projeto:



O objetivo da etapa inicial, que vai até 1º de novembro, é arrecadar 250 mil libras, o equivalente a mais de 970 mil reais. No primeiro dia de campanha foram arrecadados mais de 44 mil libras. As doações podem ser feitas neste endereço.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias