Exclusivo: Ímola inicia negociações para salvar o Grande Prêmio da Itália

Motorsport.com revela que prefeito de Ímola iniciou conversas com Bernie Ecclestone para salvar o GP da Itália, caso Monza não renove o contrato com a categoria.

O prefeito da cidade de Ímola, Daniele Manca, se reuniu com Bernie Ecclestone, chefe da F1 em Londres, nesta segunda-feira (15), para discutir a possibilidade de um retorno do circuito no calendário, caso a categoria não renove com o circuito de Monza, para sediar o GP da Itália.

A última prova de Ímola na F1 foi em 2006, desde então Ecclestone tinha exigido uma grande reforma no circuito para uma renovação. A reforma foi feita, mas a pista nunca mais voltou a sediar um grande prêmio.

Monza é duvida

Os administradores de Monza fizeram uma reunião com Ecclestone durante o final de semana do GP do Bahrein, para negociar um acordo de renovação do circuito de Monza. Entretanto, não chegaram a um acordo, pois o dinheiro oferecido para a Fórmula 1 é inferior ao que o Bernie perde, que seria um valor igual ao que os outros circuitos da Europa pagam, caso contrário, o contrato de Monza será encerrado no final do ano que vem.

A hipótese de perder um GP da Itália, como aconteceu na Alemanha esse ano, iniciou uma série de críticas as administrações e aos responsáveis pela realização da prova, por isso o nome de Ímola começou a ser considerado, para que o país não fique fora da Fórmula 1.

Circuito de Ímola está pronto

Em entrevista ao Motorsport.com, Manca disse: "Nós queremos mostrar ao (Bernie) Ecclestone como estamos dispostos a receber a Fórmula 1 de volta, mas também para fazer a nossa parte para manter o GP da Itália. Apresentamos o nosso plano para o relançar do circuito com investimentos que temos feito e o que ainda pretendemos fazer nos próximos anos, com a nossa infra-estrutura", disse o prefeito da cidade italiana.

Apesar de Ímola ter ficado de fora dos planos da Fórmula 1 nos últimos anos, Manca afirma que Ecclestone se propôs a estudar a hipótese e abriu negociações. 

"Bernie nos disse que nunca queria ter deixado o circuito de fora e ele se lembro que foi Enzo Ferrari, que lhe pediu para organizar um GP em nosso circuito", relembra.

"Há problemas para se resolver e um dos fatores é, obviamente, a economia. Mas temos um acordo com Ecclestone dele verificar o prazo e as condições, das quais seria possível trazer a categoria de volta para Ímola. A meta é para 2017", completou.

 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Itália
Pista Monza
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags imola, monza