F-E: “Feliz” de receber F1 no séc 21 após fim das grid girls

compartilhar
comentários
F-E: “Feliz” de receber F1 no séc 21 após fim das grid girls
Scott Mitchell
Por: Scott Mitchell
2 de fev de 2018 15:40

Categoria de carros elétricos alfineta de leve campeonato mais famoso: “simplesmente não sentimos a necessidade de gritar sobre isso”

Grid girls
Grid girl
Grid girls
Fanboost girls on the grid

A decisão da Fórmula 1 de parar de usar grid girls nesta temporada foi recebida com bons olhos pela Fórmula E. Como parte de uma revolução após sua chegada, a Liberty Media acabou com a tradição de usar garotas para a promoção da categoria.

O chefe comercial da F1, Sean Bratches, disse que o uso das grid girls "não ressoa com os valores da marca e claramente está em desacordo com as normas da sociedade moderna".

Fórmula E usou grid girls em suas primeiras temporadas, mas optou por "grid kids" em Montreal na temporada passada para o fim do campeonato 2016/17.

Um porta-voz da F-E disse: "Estamos felizes de receber a F1 no século 21. A Fórmula E parou de usar grid girls no ano passado, mas simplesmente não sentimos a necessidade de gritar sobre isso".

A F-E atualmente convida para o grid fãs mais jovens e pilotos de kart. Grid girls estiveram presentes na abertura da temporada em Hong Kong, sob demanda do promotor local, mas a posição da F-E não será repetida em corridas futuras.

O campeonato também tem a iniciativa do "superfan", na qual um convidado participa da cerimônia oficial do pódio.

"Estamos usando um novo conceito e focando crianças nos grids, e, sempre que possível, envolvemos jovens e aspirantes a pilotos que competem nos campeonatos de kart", continuou o porta-voz.

"É uma experiência excelente e emocional para essas crianças estar nos grids ao lado dos pilotos e dos carros que eles podem dirigir um dia. Espero que isso também funcione como uma boa motivação para eles.”

A F-E não foi o primeiro grande campeonato a abandonar o uso de grid girls.

O World Endurance Championship anunciou antes do início da temporada de 2015 que não continuaria com a prática.

"Para mim, esse é o passado", disse o executivo-chefe do WEC, Gerard Neveu. "A condição das mulheres é um pouco diferente agora".

Para as 24 Horas de Le Mans desse ano, o WEC introduziu um "pavilhão feminino", que inclui esteticista, "área de relaxamento", "lugares para meninas" e uma exposição que apresentava retratos de mulheres participantes de Le Mans.

Próxima Fórmula 1 matéria
Como a Ferrari está preparando suas futuras estrelas da F1

Previous article

Como a Ferrari está preparando suas futuras estrelas da F1

Next article

VÍDEO: Confira análise da resistência do Halo

VÍDEO: Confira análise da resistência do Halo
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Scott Mitchell
Tipo de matéria Últimas notícias