F1 aprova plano de testes da Pirelli e encerra impasse

Comissão da categoria aprovou alteração das regras de testes para dar à fornecedora de pneus mais tempo de preparação para borracha que será utilizada em 2017

A Pirelli avisou nesta segunda-feira que poderia deixar o esporte se o seu programa de testes para 2017 não fosse ratificado até o fim do dia, após sentir que não teria tempo de conseguir elaborar os novos pneus para o próximo campeonato.

Como pedido, a Comissão da F1 e o Grupo de Estratégia aprovaram por unanimidade os regulamentos que permitem que a Pirelli siga em frente de acordo com o seu programa agendado.

"Na prática, já estamos no limite", disse Paul Hembery, diretor da fabricante, ao Motorsport.com. "Existem apenas seis meses de trabalho para estudar e implementar a coisa toda e não é fácil."

"As equipes querem um pneu perfeito, mas semana após semana isso está se tornando cada vez menos viável. Nosso prazo é o fim de Abril."

"Se não pudermos trabalhar como queremos, torna-se impossível entregar o que é exigido de nós. Não queremos colocar o nosso nome em risco por causa de não ter os testes, nem as informações necessárias para fazer um bom trabalho."

"Sabemos que se existirem problemas, então a culpa será nossa."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags pirelli