F1 negocia entrada do GP da Dinamarca em 2020

Motorsport.com apurou que consórcio já conversa com a categoria para realizar uma prova nas ruas de Copenhagen

Um consórcio que apoia um GP na capital da Dinamarca, Copenhagen, em 2020, está em conversas avançadas com os chefes da F1, apurou o Motorsport.com.

Um grupo liderado por Helge Sander, ex-ministro da Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento da Dinamarca, e Lars Seier Christensen, ex-proprietário do Saxo Bank, propôs um circuito que passaria pelo centro de Copenhagen, utilizando pontos tradicionais como o prédio do parlamento e cruzando a cidade em duas pontes.

No fim de semana do GP de Cingapura, Sander se reuniu com o diretor executivo da F1, Chase Carey, com o chefe comercial da categoria, Sean Bratches, e com a diretora dos promotores, Chloe Targett-Adams, para discutir o plano em detalhes.

Ex-piloto da F1, Jan Magnussen ajudou na concepção do circuito ao lado do arquiteto da F1, Hermann Tilke. O traçado foi descrito como semelhante ao de Baku, sendo que Magnussen afirmou que a pista seria “uma das mais espetaculares da F1”.

O Motorsport.com entende que os arquitetos urbanistas da cidade já se reuniram para analisar a proposta e estudar o impacto que uma corrida teria na dinâmica do funcionamento de Copenhagen.

O projeto recebeu apoio adicional do governo dinamarquês, da família real e da prefeitura de Copenhagen, apesar de que todas as partes procuram por investimentos privados para tornar o projeto viável.

O plano já enfrenta resistência de grupos ambientais, e há preocupações adicionais de que qualquer corrida provocaria a paralização do centro da cidade por uma semana.

Sander disse: “Já tivemos reuniões muito positivas com a administração da F1 e minha sensação é de que eles adorariam ter um GP em Copenhagen.”

O ministro da Indústria do país, Brian Mikkelsen, acrescentou: “Já conversamos sobre isso com investidores privados há algum tempo e agora estamos falando abertamente sobre o projeto, porque parece mais e mais realista. A F1 daria uma grande visibilidade a Copenhagen.”

Fans and a flag for K-Mag - Kevin Magnussen, Renault Sport F1 Team
Fans and a flag for K-Mag - Kevin Magnussen, Renault Sport F1 Team

Photo by: XPB Images

Christensen, cujo Saxo Bank já foi patrocinador da equipe Lotus, afirmou que está convencido de que o GP da Dinamarca seria um grande sucesso com os fãs, já que o piloto da Haas, Kevin Magnussen, possui enorme popularidade em seu país natal.

“Não teríamos problema em vender ingressos para um GP em Copenhagen. Há quatro pilotos nórdicos na F1 [Magnussen, o sueco Marcus Ericsson, mais os finlandeses Kimi Raikkonen e Valtteri Bottas], e, no momento, eles precisam ir à Bélgica ou ao sul da Alemanha para vê-los competir”, disse.

“Para os países nórdicos e para o norte da Alemanha, o GP de Copenhagen seria o circuito da F1 ‘local’. Mas precisaríamos tanto de investidores públicos e privados para um projeto desta magnitude.”

Quando procurado pelo Motorsport.com sobre a possibilidade de um GP da Dinamarca, um porta-voz da F1 disse: “Já recebemos e continuamos a receber uma série de propostas de vários promotores com planos de sediar um GP de F1.”

A Dinamarca nunca recebeu uma rodada do Campeonato Mundial de F1, apesar de Roskilde, cidade natal dos Magnussen, ter sediado duas etapas extraoficiais, em 61 e 62. As provas foram vencidas por Stirling Moss e Jack Brabham.

O GP da Dinamarca também foi sediado por mais 11 vezes entre 1960 e 1995 em categorias como F-Júnior, F3 e F2. A Red Bull também já realizou uma demonstração nas ruas de Copenhagen, em 2012.

Reportagem de Peter Nygaard e Anthony Rowlinson

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias