F1 fala em rever papel de grid girls em vez de eliminá-las

Categoria havia levantado o assunto anteriormente e gerado controvérsia, mas chefe de marketing diz que decisão ainda não foi tomada

O futuro das grid girls na F1 ainda segue dando o que falar. Chefe de marketing e patrocínios da categoria, Murray Barnett revelou que os estudos sobre o assunto ainda estão em andamento, mas promete que o papel desempenhado pelas modelos deverá mudar de agora em diante em vez de simplesmente eliminar a função. 

No fim de 2017, Ross Brawn, diretor técnico da F1, havia levantado o tópico publicamente, o que provocou debate entre o público e até entre pilotos.

Barnett, no entanto, indicou que a mudança não deverá resultar na eliminação das grid girls, e sim em uma adequação em seu papel durante os eventos.

“Estamos 100% comprometidos em olhar as grid girls e torná-las uma parte mais relevante da competição em vez de simplesmente segurar uma placa e ficar de pé do lado de um carro”, disse, em entrevista ao site Marketing Week.

“Ainda não decidimos como isso será, mas reconhecemos que precisamos ser mais progressistas nesse sentido.”

Barnett também contou que a F1 analisa com mais atenção o papel das mulheres na categoria. “Temos muitas mulheres em posições de destaque na administração da F1, então não estamos ruins como as pessoas pensam. Mas, definitivamente, há muito espaço para crescer.” 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias