F1 substitui ideia de câmera onboard em óculos

compartilhar
comentários
F1 substitui ideia de câmera onboard em óculos
Por: Scott Mitchell
24 de out de 2018 14:27

Campeonato espera se utilizar de posicionamento diferente para trazer tomadas da visão do piloto ao vivo

A Fórmula 1 desistiu do conceito de câmera onboard de óculos testado no início desta temporada, mas tem duas opções alternativas sérias à medida que se aproxima da introdução de uma imagem onboard com a visão do piloto.

Pierre Gasly deu aos óculos da F1 o primeiro teste no fim de semana do GP de Mônaco antes de Romain Grosjean usá-los para uma volta de instalação na sexta-feira no Canadá.

Os braços dos óculos continham componentes eletrônicos que os tornavam volumosos e o encaixavam mal dentro de um capacete, além de provocar dor. O Motorsport.com soube que a F1 desistiu da ideia para satisfazer os critérios de segurança da FIA.

Mas o chefe de desenvolvimento de câmeras onboard da F1, Steve Smith, confirmou que há uma grande ideia em desenvolvimento e pelo menos uma outra sendo considerada.

"Perdemos o interesse em colocar os óculos", disse Smith ao Motorsport.com. "A filmagem é boa, mas a que risco? Nós não estamos preparados para correr qualquer risco”.

"Então, agora estamos analisando uma câmera que vai na espuma [ao lado da cabeça do piloto] ou em uma posição similar que tenha um fio saindo em um conector. Eu não poderia colocar uma escala de tempo nisso, mas em um futuro não muito distante teremos uma solução para isso."

Conforme relatado pelo Motorsport.com, a Fórmula 1 discutiu o teste de uma nova câmera neste estilo com Fernando Alonso, como parte de sua despedida da F1. O desejo de que a cobertura de TV da F1 inclua imagens do capacete do piloto aumentou recentemente.

A IndyCar vem colocando imagens de câmeras de capacete há algum tempo, mas usa uma câmera muito maior conectada ao topo de um capacete.

A F1 não quer fazer isso porque teme que isso estabeleça um mau precedente para outras categorias anexarem câmeras mais volumosas, o que poderia ser inseguro.

A categoria busca encontrar uma câmera minúscula que não pese mais que 35 gramas, mas que não comprometa a qualidade da imagem. Só aí se comprometerá em obter o design homologado pela FIA.

Smith disse: "para cumprir os critérios estabelecidos pela FIA, não interferir com o piloto e deixa-lo seguro, ainda temos que encontrar uma câmera adequada". Mas ele ainda afirmou que a F1 está "muito perto" de encontrar o produto que está procurando e tem como objetivo conseguir uma imagem em full-HD.

"A lei da física desafia você a encontrar uma pequena câmera de alta qualidade e que não fique quente", acrescentou.

Uma câmera montada internamente inevitavelmente reduziria a qualidade da imagem por causa das viseiras do capacete, mas isso é considerado uma questão inevitável. Seria uma desvantagem que valeria a pena para a cobertura da TV.

Outra ideia que evitaria esse problema seria aproveitar os projetos de capacete para a próxima temporada, que contêm uma área maior de segurança no queixo.

A câmera não seria no nível dos olhos do piloto, ficando logo abaixo do seu nariz. Mas ainda assim ofereceria a mesma dinâmica, e poderia ficar fora do capacete, sem qualquer obstrução..

Romain Grosjean, Haas F1 Team, wears glasses containing a television camera.

Romain Grosjean, Haas F1 Team, wears glasses containing a television camera.

Photo by: Andrew Hone / LAT Images

Next article
Brundle: Verstappen provoca cautela em rivais como Senna

Previous article

Brundle: Verstappen provoca cautela em rivais como Senna

Next article

Lauda deixa hospital dois meses após transplante de pulmão

Lauda deixa hospital dois meses após transplante de pulmão
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Scott Mitchell
Tipo de matéria Últimas notícias