Façanha de Bottas em treino no molhado, na China, deixa Pirelli arrepiada

Paul Hembery destacou coragem do finlandês, que atingiu grande velocidade com pneus intemediários

Valtteri Bottas foi “apenas” o 7º colocado no treino classificatório do GP da China, atrás, por exemplo, de de seu companheiro Felipe Massa. Mas uma façanha do piloto ainda no Q1 chamou a atenção da fornecedora de pneus da F1. O diretor de automobilismo da empresa, Paul Hembery, disse até que ficou arrepiado com a velocidade atingida pelo finlandês com pneus intermediários, numa pista que talvez estivesse mais propícia aos pneus de chuva.

“Durante a qualificação para o Grande Prêmio da China, Valtteri Bottas da Williams chegou a 316km/h na reta principal do circuito de Xangai, a mais longa reta do calendário deste ano. Ele fez isso usando o pneu intermediário verde, numa pista tão molhada que a visibilidade era mínima por causa do spray vindo dos carros ao redor”, destacou a Pirelli em seu site.

A empresa ainda destacou o fato de Bottas estar apenas em seu segundo ano na categoria e ressaltou que os pneus intermediários não eram os ideais para aquele momento. “Os intermediários são capazes de evacuar 25 litros de água por segundo, por pneu – em um total de 100 litros – naquela velocidade, enquanto os de chuva evacuam 65 litros de água por segundo por pneu”, explicou.

Para Paul Hembery, a façanha mostrou um ato de coragem do finlandês. "Vendo Bottas atingir aquele tipo de velocidades no molhado, na China, foi daquelas coisas que dão arrepios. Isto que é F1. O pneu intermediário é o único pneu na nossa gama atual que está completamente inalterado em relação a 2013, mas ainda foi capaz de fornecer o controle completo ao piloto, mesmo sob condições extremas. Esse desempenho sublinha a enorme coragem e o talento dos pilotos de Fórmula Um de hoje, que é o que todo mundo quer ver”, elogiou.

Mesmo atingindo a velocidade mais alta daquela parte do treino, Bottas foi o 5º no Q1, um segundo atrás de Lewis Hamilton. Já no Q3, com todos os pilotos de intermediários, as Mercedes acabaram atingido a maior velocidade e o finlandês ficou com o sétimo tempo. Na corrida, que foi disputado no seco, o Top Speed foi alcançado por Nico Rosberg, no mesmo trecho, com 336,8 km/h.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da China
Pilotos Valtteri Bottas
Tipo de artigo Últimas notícias