Falta de reconhecimento por resultados frustra Perez

Piloto mexicano acredita que merece mais crédito por conquistas na Fórmula 1 nos últimos anos

Depois de ajudar a Force India a garantir o quarto lugar na temporada de 2016, fechando o ano com dois pódios, Sergio Perez não se disse satisfeito com a falta de reconhecimento que ainda tem dentro do paddock da Fórmula 1.

O piloto continuará na Force India em 2017, mas acredita que merece mais nos próximos anos.

"É complicado, às vezes frustrante. Você dá tudo, tem excelentes resultados e muitas vezes não obtém o crédito que merece", disse Perez ao Motorsport.com.

"Ter obtido os resultados que consegui neste ano tem sido incrível e mesmo assim há pessoas que questionam o meu potencial. Espero que a oportunidade (de guiar para uma equipe top) venha logo.”

"Eu me sinto muito pronto (para uma equipe top). Quando cheguei na McLaren (em 2013), não tinha a experiência que tenho hoje. Sem dúvida estou no melhor momento para estar em uma equipe top."

Perez não tem dúvida de que este ano foi seu melhor na Fórmula 1 até agora, fato que apoiado por ter conseguido pontuar em dez corridas consecutivas.

"Acho que foi a minha melhor temporada sem dúvida, digo isso com base nos resultados que consegui e pelo nível de consistência que eu mantive durante todo o ano. Não é fácil marcar pontos em dez corridas consecutivas.”

"Nas posições em que normalmente começamos as corridas é muito fácil estar em incidentes, então conseguir isso mostra que foi o meu melhor ano."

Temores de temporada de "pesadelo" sem fundamento

A Force India teve um início ruim para a temporada de 2016 antes de introduzir um upgrade aerodinâmico importante para o GP da Espanha.

Embora o pacote não tenha funcionado imediatamente, ele acabou por permitir que a equipe vencesse seus rivais diretos e assegurasse seu melhor resultado na classificação dos construtores.

Perez, no entanto, admitiu que temia uma temporada de "pesadelo" antes que a equipe aumentasse o ritmo.

"No começo eu pensei que a temporada poderia ser um pesadelo. Estávamos muito longe", disse ele. "Lembro quando introduzimos o novo pacote aerodinâmico em Barcelona e ​​foi um desastre.”

"A Williams foi oito décimos por volta mais rápida, a Toro Rosso meio segundo. Não foi fácil, mas, pouco a pouco, melhoramos até nos tornarmos a quarta melhor equipe."

Entrevista por Luis Ramirez

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Sergio Perez
Equipes Force India
Tipo de artigo Últimas notícias