Mesmo sem velocidade, Alonso se diz feliz com McLaren

Piloto espanhol da McLaren liderou a zona intermediária no segundo treino livre do GP do Azerbaijão, mas alerta para o déficit de seu carro

O chamado 'primeiro do resto', atrás dos pilotos da Mercedes, Ferrari e Red Bull, foi Fernando Alonso no segundo treino livre no Azerbaijão. O espanhol foi sexto aproveitando a má volta de Sebastian Vettel e melhorou a sétima posição em que havia terminado o primeiro treino livre.

Alonso ficou satisfeito com o desempenho de seu carro durante toda sexta-feira em Baku: "Foi muito bom, eu estava muito confortável durante todo o dia, especialmente no segundo treino livre. Fizemos algumas alterações e creio que especialmente nas frenagens, nos sentimos confortáveis e capazes de atacar as curvas".

No entanto, o campeão revelou que usou o vácuo de um de seus rivais em sua melhor volta, que o colocou no top 10, e recomenda cautela ao analisar os resultados: "O tempo de volta aqui depende basicamente do vácuo que pode ser utilizado no final da volta e, em todas as minhas voltas Hulkenberg me deu vácuo, assim eu ganhei alguns décimos grátis, o que provavelmente não é real. Eu acho nono ou décimo são posições mais realistas, então eu acho que nós vamos estar perto do Q3".

Quando perguntado se será fácil chegar ao Q3, visto o que apresentou no primeiro dia, Alonso disse: "Eu acho que alguns podem optar por estratégias diferentes se eles não podem lutar pela pole position. Para nós vai ser difícil. Em dois ou três décimos pode passar de sétimo para 14º e ver como sai. Esperamos ter a oportunidade de entrar no Q3, embora esta seja uma daquelas corridas em que realmente não sabemos se largar em nono ou décimo é melhor do que sair em 11º ou 12º e escolher a estratégia".

Alonso alertou antes de chegar a Baku que estava preocupado com o déficit de seu carro nas longas retas da pista. A McLaren trabalhou nele e sobre o resultado das mudanças, o espanhol disse: "Eu acho que tenho um pouco mais de velocidade. De todas as mudanças que fizemos em termos de configuração, 90% foram destinados para o carro ir mais rápido em linha reta e ver o quanto nos compromete nas curvas".

"Acho que todos eles foram na direção que queríamos. Todos foram positivos. Mas ainda falta velocidade e provavelmente na corrida teremos que lidar com isso".

Finalmente, Alonso confirmou que ficou satisfeito com o MCL33 após as duas primeiras sessões de treinos livres: "Definitivamente feliz. Eu acho que foi um carro confortável para conduzir, o que é importante em um circuito como este, onde você tem que estar muito seguro. Isso é o que conseguimos e fomos bem nos três setores. Acho que teremos mais no sábado, será uma luta apertada na zona intermediária do grid, e com sorte teremos opções".

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Azerbaijão
Pista Baku City Circuit
Pilotos Fernando Alonso
Equipes McLaren
Tipo de artigo Reactions