Ferrari acertou ao trocar o câmbio, diz Raikkonen

Kimi Raikkonen, da Ferrari, perdeu um tempo importante no primeiro treino, mas uma grande mudança na Ferrari permitiu-lhe melhor na segunda sessão livre em Baku

Kimi Raikkonen viveu o primeiro dia do GP do Azerbaijão de altos e baixos. Durante a primeira sessão de treinos livres, o finlandês completou apenas dez voltas antes de retornar aos boxes e fazer uma mudança radical em seu SF17H que teve efeitos positivos à tarde.

Tanto Kimi Raikkonen quanto Sebastian Vettel reclamaram da falta de aderência e lutaram para igualar o ritmo da Red Bull e da Mercedes, ficando fora dos primeiros no início das atividades.

Ao chegar ao box, os mecânicos de Maranello desmontaram a transmissão e decidiram utilizar uma que já dispunha de uma regulação da cinemática diferente da montada para o início do treino livre. Kimi Raikkonen se beneficiou dessa mudança e foi imediatamente notado quando ele foi competitivo na segunda sessão do dia.

"Estou satisfeito com o comportamento do carro e, claro, o que aconteceu durante a primeira sessão não foi a melhor maneira de começar o fim de semana, mas pedi grandes mudanças, mais do que o habitual, que levaram mais tempo do que o esperado", explicou o finlandês da Ferrari.

O tempo perdido durante a primeira sessão de treinos livres pode ter afetado o dia todo, mas Raikkonen disse que esta mudança se mostrou correta em todos os sentidos e endireitou um dia que começou negativamente.

"Talvez deveríamos ter feito essas mudanças antes, mas no final a decisão de fazer a troca acabou sendo correta e tudo correu bem".

"Resta ver se amanhã eu consigo pegar a primeira fila, mas ainda é muito cedo para dizer. Até agora, as performances não foram negativas, mas ainda podemos melhorar".

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Azerbaijão
Sub-evento Sexta-feira - Treino Livre 2
Pista Baku City Circuit
Pilotos Kimi Raikkonen
Equipes Ferrari
Tipo de artigo Entrevista