Ferrari comemora recordes de lucros no primeiro semestre de 2012

A receita aumentou em 11,9% (1,208 milhões de euros) e o lucro líquido cresceu em 10% (100.8 milhões) com 3,664 carros vendidos

A Ferrari comemorou recordes de faturamento no primeiro semestre de 2012. A receita aumentou em 11,9% (1,208 milhões de euros) e o lucro líquido cresceu em 10% (100.8 milhões) com 3,664 carros entregues, 7,4% a mais que no mesmo período do ano passado.

As maiores fontes de crescimento foram: o Reino Unido com 43%, a Alemanha com 18% e os Estados Unidos com 17%. Segundo a empresa, o sucesso de vendas se deve aos modelos de oito cilindros, especialmente a Ferrari California 30 e a 458 Spider, cujo motor ganhou prêmios de melhor do ano em 2011 e 2012. A FF, de 12 cilindros, também tem sido bastante procurada, especialmente no Reino Unido, Alemanha e Suíça. Outro atrativo é o programa de personalização, que atinge 100% dos carros produzidos.

Com o aumento de 17% nas vendas, somando 851 unidades nos primeiros seis meses de 2012, os Estados Unidos segue como o grande mercado ferrarista, sendo responsável por 23% do total de vendas.

Outros mercados emergentes são do Leste Asiático e China, com aumento de 10%, e no Oriente Médio, em cujo crescimento foi de 7%. Na Itália, contudo, as vendas caíram de 187 carros para 164 comparando com os seis primeiros meses de 2011.

“Estes resultados atingidos, mesmo com um cenário econômico internacional ainda muito desafiador, são uma recompensa de nosso constante e significativo investimento em inovação tecnológica”, destacou o presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo. “Nos próximos meses, vamos focar em um novo carro de rua revolucionário e nas últimas corridas do Mundial de F-1, que devem ser lutadas até o final.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias