Ferrari descarta usar motor atualizado no GP dos EUA

Escuderia de Maranello planejava adotar um propulsor atualizado para a etapa de Austin como preparação para a temporada 2016

Ferrari não deverá ir adiante com os planos de competir com um motor atualizado no GP dos Estados Unidos, neste fim de semana, em Austin. A ideia é continuar a avaliar a melhor preparação para a temporada 2016, quando tentará desbancar a Mercedes.

A Ferrari paneja introduzir um bloco de motor mais estreito para a unidade de potência do próximo ano, como uma tentativa de contribuir na aerodinâmica e melhor a sua performance.

Havia rumores que a escuderia de Maranello poderia correr com a nova versão em Austin, sendo o escolhido Kimi Raikkonen para iniciar a avaliação do projeto.

No entanto, com a decisão dos fabricantes de permitir 32 desenvolvimentos dos tokens em vez dos 35 em 2016 -, a urgência de fazer os testes reduziu-se.

Lorenzo Sassi, chefe dos projetistas da Ferrari, afirmou que a equipe estava avaliando uma série de ideias em como fazer uso dos restantes tokens para desenvolvimento. 

“Temos ainda quatro restantes e algumas ideias de como utiliza-los, tanto no aumento da potência para esta temporada como já na preparação para 2016”, afirmou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP dos EUA
Pista Circuit of the Americas
Equipes Ferrari
Tipo de artigo Últimas notícias